terça-feira, 22 janeiro , 2019

“Inundação”, um conto de Mia Couto

Há um rio que atravessa a casa. Esse rio, dizem, é o tempo. E as lembranças são peixes nadando ao invés da corrente. Acredito,...

“UM SONHADEIRO ANDA POR AÍ, POR LONJURAS E AVENTURAS”

Eu gosto que você continue sonhando, mesmo que seja com impossíveis miúdas. - Estou sonhando em justa causa, Doutor. Porque eu, se não fosse o...

Mia Couto – Repensar o pensamento

Mia Couto nasceu em 1955, na Beira, Moçambique. É biólogo, jornalista e autor de mais de trinta livros, entre prosa e poesia. Seu romance Terra...

O menino que escrevia versos- por Mia Couto

Mia Couto nasceu em 1955, na Beira, Moçambique. É biólogo, jornalista e autor de mais de trinta livros, entre prosa e poesia. Seu romance Terra...

MIUDÁDIVAS, PENSATEMPOS, por Mia Couto

MIUDÁDIVAS, PENSATEMPOS(A Manoel de Barros, ensinador de ignorâncias)Estou sem texto, enriquecido de nada. Aqui, na margem da floresta, me desbicho sem vontades para humanidades. Entendo...

Memória de um amor que nunca foi- Mia Couto

Mia Couto nasceu em 1955, na Beira, Moçambique. É biólogo, jornalista e autor de mais de trinta livros, entre prosa e poesia. Seu romance...

A infinita fiandeira, por Mia Couto

A aranha, aquela aranha, era tão única: não parava de fazer teias! Fazia-as de todos os tamanhos e formas. Havia, contudo, um senão: ela...

Foi por Mia Couto que nasceu o Atlântico. Conheça a história.

Ninguém é capaz de prever o impacto das palavras. A alma poética de Mia Couto atravessou fronteiras e mares, isso é sabido. O que...

Mia Couto: “Há quem tenha medo que o medo acabe”

A fala é de 2011, durante a Conferência do Estoril daquele ano. Em um papo sobre segurança, o escritor moçambicano Mia Couto — um dos meus preferidos e...

“A fábula africana do macaco e do peixe”, narrada por Mia...

Um macaco passeava-se à beira de um rio, quando viu um peixe dentro de água. Como não conhecia aquele animal, pensou que estava a afogar-se. . .

Pelo reencantamento do mundo: Mia Couto

Mia Couto, escritor moçambicano conhecido em todo o mundo, fala sobre de importância de não podarmos o encantamento, a capacidade de fascinação, de êxtase diante das pequenas coisas.

Mia Couto: uma crônica sobre a cidade da Beira

Mia Couto nasceu em 1955, na Beira, Moçambique. É biólogo, jornalista e autor de mais de trinta livros, entre prosa e poesia. Seu romance Terra...

10 motivos para amar Mia Couto

Por Nara Rúbia Ribeiro e Josie Conti Realizamos uma pergunta aberta aos fãs de Mia Couto nas páginas do Facebook Mia Couto Oficial e CONTI...

O importante não é a casa onde moramos. Mas onde, em...

Adoro a prosa poética de Mia Couto. Entre tantos livros, tenho preferência por meu primeiro exemplar: "Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra". Revisito suas passagens e me aprofundo em suas reflexões carregadas de sensibilidade e poesia. Uma delas, em particular, me atrai: 'O importante não é a casa onde moramos. Mas onde, em nós, a casa mora".

INDICADOS