O poema que Mia Couto escreveu para Manoel de Barros

CONTI outra

No Brasil, uma das maiores propagadoras dos textos do escritor moçambicano Mia Couto é Nara Rúbia Ribeiro.
Nara, além de advogada, professora e escritora goiana, é a administradora da maior página do Facebook que fala sobre o autor no Brasil.

E foi respondendo a um pedido de Nara, que Mia Couto- grande amigo e simpatizante do nosso país-  escreveu um poema especial para o nosso querido escritor brasileiro Manoel de Barros por motivo de seu aniversário.

Josie Conti

 

UM ABRAÇO PARA MANOEL

Dizem que entre nós
há oceanos e terras com peso de distância.
Talvez. Quem sabe de certezas não é o poeta.
O mundo que é nosso
é sempre tão pequeno e tão infindo
que só cabe em olhar de menino.

Contra essa distância
tu me deste uma sabedora desgeografia
e engravidando palavra africana
tornei-me tão vizinho
que ganhei intimidades
com a barriga do teu chão brasileiro.

E é sempre o mesmo chão,
a mesma poeira nos versos,
a mesma peneira separando os grãos,
a mesma infância nos devolvendo a palavra
a mesma palavra devolvendo a infância.

E assim,
sem lonjura,
na mesma água
riscaremos a palavra
que incendeia a nuvem.

MIA COUTO
19-12-2013

mia-manoel

Arte: Ana Carolina Conti Cenciani

Dica da Conti outra: Saiba mais sobre a obra do poeta e conheça os projetos sociais da Fundação Manoel de Barros.

Mia Couto oficial

Gostou dessa homenagem? Compartilhe!

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.