A cantora Camila Cabello é assunto constante em diversos meios de comunicação e redes sociais não só por suas músicas ou pelos seus quase 65 milhões de seguidores no Instagram, mas também por causa das críticas que são feitas ao corpo. E isso acontece porque muitas pessoas, por incrível que pareça, dizem que seu corpo está diferente de antes, que tem celulite e quilos a mais.

Apesar das críticas e ridicularizações dos hatters, a cantora cubana se defendeu e chegou a publicar vídeos e textos em que confronta aqueles que acreditam que um corpo deve ser sempre magro e “perfeito”. Ou mesmo que um abdômen deve ser “aço” para ser aplaudido ou descrito como “ideal”.

No entanto, embora Camila tenha dito que se sente bem e segura de si, às vezes não consegue deixar de ficar insegura com sua imagem, principalmente quando não consegue curtir um dia na praia.

E pode-se dizer que, sim, vocês devem fazer “se fazer de surdos” e continuar se amando como sempre. Mas, sendo humano, a cantora também foi sincera e revelou que até mesmo a pessoa mais confiante tem altos e baixos no caminho do amor próprio.

Seguem, abaixo, algumas de suas frases fortes e que dizem muito sobre nossa humanidade e sobre como críticas podem ser destrutivas

1. “Hoje comprei um biquíni e uma roupa nova, passei batom e não comi nada muito pesado antes de entrar no mar porque sabia que ia ser como uma sessão de fotos. Fiz tanta força com meu abdômen que mal conseguia respirar e muito menos rir, agora dói. Mas me senti tão insegura que não consegui me divertir.”

Embora Camila tenha publicado um vídeo há algum tempo em que afirmava se sentir bem consigo mesma, sua aparição mais recente nas praias de Miami a deixou com um gosto amargo, sentindo-se insegura em seu próprio corpo e até fazendo coisas que ameaçavam sua própria saúde.

E sem nem poder curtir o mar e um momento de descontração, como ela tanto gosta.

2. “Para quem estou tentando ser atraente se não me sinto atraente e se não posso ser feliz e livre e me divertir na praia?”

Embora tente incentivar as mulheres a amarem seus corpos como são, Camila também sabe que, às vezes, há momentos de insegurança e que, por mais que você lute para combatê-los, é inevitável senti-los no caminho da aceitação.

Instagram @camila_cabello

3. “Eu estava correndo no parque, tentando entrar em forma, tentando me manter saudável. E eu estou usando um top que mostra minha barriga, e eu não estava contraindo a barriga, porque eu estava correndo por aí e apenas existindo como uma pessoa normal, Somos mulheres reais com curvas, celulite, estrias e gordura.”

4. “A verdade é que me senti muito insegura imaginando como deveriam ser minhas fotos. Ai não! Minha celulite. Minha barriga. Mas aí eu pensei… claro que vai ter fotos ruins, claro que vai ter ângulos ruins, meu corpo não é feito de pedra, nem é só músculo. Mas a parte realmente triste são as meninas e jovens que estão crescendo em um mundo manipulado onde a perfeição que procuram não é real.”

E é que o número de imagens “perfeitas” de mulheres esbeltas, sem barriga, sem estrias e sem “imperfeições” abunda nas redes sociais, assim como críticas aos mínimos detalhes do corpo de uma pessoa.

E Camila sabe disso, sabe que se tiver uma pequena amostra de celulite ou uma barriga “arredondada”, será motivo de chacota de quem ainda acredita em padrões de beleza absurdos e inatingíveis . E por mais que ela se ame e tente lutar contra essas provocações, às vezes o caminho para o amor próprio não é tão linear quanto a maioria faz parecer.

Requer luta, força e enfrentar obstáculos.

***

Com informações de upsocl

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.