Taiwan torna-se o primeiro país asiático a legalizar o casamento homoafetivo

Apesar da chuva, milhares de pessoas esperaram do lado de fora do parlamento pela decisão. Ao ouvir o veredicto, eles comemoraram com suas bandeiras de arco-íris e gritos de excitação. Não é para menos.

CONTI outra

Um grande passo para a igualdade real. O amor venceu❤️🌈

O governo de Taiwan acaba de legalizar o casamento homoafetivo tornando-se o primeiro país asiático a fazê-lo. A decisão histórica significa uma vitória tanto quanto a comunidade LGBTI como para o mundo inteiro e vem dois anos depois que o Tribunal Constitucional se decidiu a favor do projeto.

Eles foram obrigados a trazer as mudanças antes de 24 de maio deste ano que foi o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia.


Três projetos diferentes foram debatidos e finalmente aprovaram a apresentada pelo governo, o mais “progressista”, segundo a BBC. Finalmente, esse foi o único projeto que usou a palavra “casamento” e reconheceu parcialmente o direito de adoção desses casais.

Apesar da chuva, milhares de pessoas esperaram do lado de fora do parlamento pela decisão. Ao ouvir o veredicto, eles comemoraram com suas bandeiras de arco-íris e gritos de excitação. Não é para menos.


Além do casamento homoafetivo, os legisladores também aprovaram outras cláusulas relacionadas como a adoção conjunta de crianças que são filhos biológicos de um dos parceiros, ou o direito de, em caso de morte de um dos os cônjuges, o outro herdar a propriedade, segundo El País.

Embora essa parte tenha sido alcançada, ela não reconhece o direito de adotar crianças que não tenha relação biológica com um dos cônjuges.

***

Tradução feita pela CONTI outra, via UPSOCL.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.