Que você nunca perca as linhas para bordar seus sonhos

A maturidade me ensinou quem e quais são minhas prioridades. Agora, posso retomar os fios da minha vida com mais coragem e integridade, porque, desta vez, usarei linhas coloridas para tecer uma existência mais forte, digna e tingida.

CONTI outra

A maturidade me ensinou quem e quais são minhas prioridades. Agora, posso retomar os fios da minha vida com mais coragem e integridade, porque, desta vez, usarei linhas coloridas para tecer uma existência mais forte, digna e tingida.

Muitas vezes, e sem haver uma certa idade para isso, chega um momento em que fazemos um balanço do “tecido vital” construído até agora. De repente, percebemos que entre o que somos e o que fazemos há um problema profundo: nada disso nos agrada ou nos dá felicidade .

“O fio da vida afrouxaria se não estivesse molhado de vez em quando com algumas lágrimas.” -Pitágoras-

Nossos caminhos de vida às vezes formam intrincados labirintos de frustrações, medos e bloqueios onde estamos permanentemente encurralados. Nós perdemos aqueles fios de cores que no passado, bordaram cada um dos nossos sonhos e desejos.

Essa é a vida que me espera para sempre? Será que todos os meus trens já passaram?

Os Senoi, os tradutores dos sonhos

Os Senoi são uma tribo da Malásia que sempre provou ser tremendamente interessante para antropólogos, psicólogos e sociólogos. Um dos costumes que eles mantêm em tempos remotos, é aquele que se encontra todas as manhãs em família para falar dos sonhos e pesadelos vividos durante a noite. Para analisar cuidadosamente o que foi explicado por cada membro da família, essa tribo geralmente escala cabanas de bambu para ficar longe da terra, longe do “físico”.

A coisa surpreendente sobre esta prática é que, de acordo com os estudos de vários especialistas, os Senoi são um grupo social incrivelmente feliz. Essas reuniões catárticas permitem-lhes “captar” os fios da sua realidade para se conhecerem melhor. Nesta cidade não há atos violentos ou alguém que sofre de doença mental.

Você provavelmente está interessado em saber, que tipo de técnicas os Senoi usam para enfrentar os medos que muitas vezes são refletidos em nossos próprios sonhos.

Estes são alguns pequenos exemplos de suas estratégias de enfrentamento:

  • Toda ameaça que aparece em um sonho ou em um pesadelo é uma realidade que devemos reconhecer e administrar.
  • Nossos sonhos e objetivos estão por trás daquele “monstro” ou daquela “sombra” difusa do sonho que temos que saber superar para encontrar nossos caminhos novamente.
  • Outro conselho do Senoi é este: quando estamos sonhando e conscientes disso (sonhos lúcidos), devemos nos esforçar para fazer amigos e criar laços afetivos.

Recupere os fios que bordam nossos sonhos

Quando somos assaltados pela incerteza e pelo desconforto entre o que queremos ser e o que somos agora, existe apenas uma opção: a mudança. No entanto, não é uma questão de levar a mudanças abruptas, porque “tsunamis vitais” nem sempre garantem o sucesso.

É mais sobre nos permitir fluir enquanto damos pequenas mudanças, novas direções, novas pessoas, novos pensamentos. Tudo isso nos traz de repente dezenas de novos fios coloridos com os quais podemos bordar os sonhos que tivemos antes e que, por qualquer motivo, havíamos estacionado.

Passos para iniciar mudanças e alcançar objetivos pessoais

Para gerar uma mudança, não importa quão pequena seja, somos obrigados a supor que um momento de crise irá aparecer. São aqueles fios que oferecem resistência, que são obstinados e que penetram em nossa pele, tentando nos impedir de dar o passo que precisamos.

  • Não tenha medo da dor do desapego, há fios que são cortados porque já não contêm tanta carga. Nós temos que deixá-los ir e encontrar outros muito mais bonitos que irão bordar melhores sonhos. Melhores projetos
  • Atenda a sua intuição, essa dimensão que se conecta diretamente com nossas emoções e com esse inconsciente que os Senoi sabiam interpretar tão bem, nos sussurra verdades que nem sempre ouvimos.
  • Devemos ser muito claros sobre o que queremos para nós mesmos. Se você quer paz, deixe aqueles que lhe trazem uma tempestade de lado. Se você quer amor, comece a amar sua própria pessoa. Se você procura trabalho de reconhecimento, molde sua auto-estima. Se você quer liberdade, procure a chave de suas correntes.

Os fios que bordam nossos sonhos estão agora esperando por nós em qualquer canto, no sorriso de pessoas conhecidas ou desconhecidas. Porque, acredite ou não, ainda existem muitas plataformas para nossos trens passarem, e porque nunca é uma boa ideia deixar as mentes pequenas nos convencerem de que nossos sonhos são grandes demais.

Tradução feita pela CONTI outra, do original de La Mente es Maravillosa

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.