Padre Júlio Lancellotti é alvo de ataques na internet após post nas redes sociais

Conhecido pelo seu trabalho humanitário, o padre Julio Lancellotti passou a ser alvo de muitos ataques virtuais após se posicionar potiliticamente em suas redes sociais.

REDAÇÃO CONTI outra

O Padre Júlio Lancellotti, que está à frente da paróquia São Miguel Arcanjo, da Arquidiocese de São Paulo, é conhecido por seu trabalho humanitário. Em sua página no Facebook, se define como defensor dos Direitos Humanos. Com a ajuda dos fiéis da sua paróquia e dos muitos admiradores da sua luta, frequentemente está envolvido em ações sociais em prol dos mais necessitados.

Um dos mais recentes exemplos disso é a ação de entrega de alimentos a pessoas em situação de rua, que acontece desde o início do mês passado. Em uma dessas ações, Padre Julio posou para fotos ao lado de uma mãe de santo, que o ajudava na entrega, e escreveu em suas redes sociais: “Ajuda vem sem barreiras. Receber e acolher. Respeitar na diversidade religiosa. Tudo nos une.”

Na manhã de hoje, porém, um post feito pelo pároco em suas redes sociais despertou uma onda de mensagens de ódio. O post em questão é uma imagem postada na manhã de hoje, 01, em seu perfil no Instagram, em que se lê: “Padres Antifascistas”. Na legenda do post, ele escreveu: “Também tem!”, possivelmente fazendo referência aos muitos colegas de batina que vêm manifestando apoio às atitudes do atual governo brasileiro.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Também tem !

Uma publicação compartilhada por Padre Julio Lancellotti (@padrejulio.lancellotti) em

Até o momento, a publicação já conta com mais de 770 comentários. Muitos dos quais elogiam o posicionamento do padre e muitos outros o criticam. No Facebook, o sacerdote também se manifestou à favor do movimento antifascista que vêm surgindo na internet e nas ruas nos últimos dias. Na manhã de hoje, ele postou uma imagem em que se lê: “Católicos/as contra o fascismo”.

Sobre os ataques, Padre Julio escreveu em seu Facebook: “Hoje algumas pessoas estão me agredindo pelas redes sociais por ter postado ‘padres antifascistas’. Confundem cristianismo com passividade e aliança com o poder e ainda dizem que são grupos terroristas . Mas não deixarei de lutar contra o fascismo”.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.