O melhor presente para as crianças é o tempo.

Não deixemos que a criação de nossos filhos seja marcada pela pressa ou maus hábitos que existem hoje.

CONTI outra

Tempo, esse é o nome do melhor presente para as crianças. Não é vendido em lojas de brinquedos ou online. Somente nós podemos dar-lhes esse presente, como em nossa disposição de estar ciente de que uma história não pode ser lida em 2 minutos.

Dedicar tempo às crianças não significa deixar o celular, dar-lhes o tablet ou conectar a televisão ao seu canal favorito. Isso não é educação.

A infância é uma das etapas mais importantes da vida, na qual o tecido da nossa evolução está entrelaçado. Assim, as crianças estão imersas em milhares de mudanças que às vezes os adultos nem percebem e que, portanto, perdemos se não estamos atentos.

“A pressa é negativa, não explicar as coisas com calma pode levar a mal-entendidos. Você tem que criar o clima para as crianças fazerem perguntas e dar tempo para que tudo seja arredondado e não haja falhas. Qualquer sujeito que conte com calma e entusiasmo capta o interesse das crianças. Mas para isso você tem que viver, acredite. Tudo fica dentro se você não tem tempo para tirá-lo ” -Ana Etchenique-

Parentalidade lenta, amadurecimento lento

Educar e compartilhar momentos “lentamente” significa respeitar seus ritmos, dando-lhes espaço para se desenvolverem, sem pular etapas, crescendo e evoluindo sem o estresse e a exigência que geramos em torno deles.

Essa perspectiva educacional é baseada na filosofia lenta, que manifesta a necessidade de privilegiar um ritmo de vida mais calmo, promovendo assim a maturidade, a evolução e a criação de vínculos a partir da progressão natural da criança, sem pressa.

Isto é obtido apoiando a criança em cada passo, não forçando seus estágios evolutivos e oferecendo oxigênio psicológico à sua educação, marcando cada pequeno aprendizado e demonstrando afeto.

Que a pressa não roube a magia da infância

A pressa é a inimiga da perfeição. Ela é responsável ​​por roubar os momentos mais preciosos e os mais maravilhosos detalhes da magia da infância. Agora, se pararmos para pensar, talvez possamos remediar isso.

Deveres… arrumar o quarto, tomar banho, futebol aos seis anos, aniversários para ir, jantar às dez … O dia todo é corrido… O que queremos alcançar com isso? Nossos filhos estão gostando? Estamos conscientes do que estamos perdendo e do que estamos fazendo com que eles percam?

Provavelmente não. Devemos fazer o exercício de refletir se oferecemos tempo aos nossos filhos, se brincarmos com eles o suficiente e se organizarmos o seu dia a dia reservando momentos em que nos dedicamos exclusivamente a eles e a nós em conjunto.

Assim, é importante que:

  • Deixe de lado a correria da primeira hora do dia, acorde as crianças com carinho e ofereça um café da manhã de amor com tranquilidade.
  • Prove cada refeição com eles sem distrações como televisão ou revistas. Podemos brincar de ver, podemos falar sobre coisas cotidianas e aprofundar a expressão de sentimentos e emoções.
  • É bom preservar “momentos de sigilo” nos quais falaremos apenas sobre nossas coisas com total sinceridade.
  • Podemos fazer excursões para lugares tranquilos, paisagens naturais e ambientes que nos convidam a explorar e experimentar juntos.
  • É bom tomar um banho calmo de vez em quando em vez de tomar banho com pressa.
  • É essencial deixá-los escolher, porque às vezes marcamos o seu dia a dia e boicotamos seus desejos, expectativas e decisões.
  • Desligue os celulares e todos os dispositivos eletrônicos que, como sabemos, absorvem nossa atenção.
  • Ocasionalmente podemos ficar em qualquer lugar da casa e não fazer absolutamente nada.
  • Encontre jogos que melhorem sua criatividade, sua inteligência e sua capacidade de sentir.

Não deixemos que a criação de nossos filhos seja marcada pela pressa ou maus hábitos que existem hoje. O melhor presente não é o centro de comando dos desenhos de moda ou os mais recentes bonecos da Disney. O melhor presente é compartilhar com eles o bem mais precioso que existe na vida e que nunca retorna: o tempo.

Tradução feita pela CONTI outra, do original de Rincon del Tíbet

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.