Morreu na noite de ontem (6/11), na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, o ex-ator e pastor batista Guilherme de Pádua. Ele tinha 53 anos e foi vítima de um infarto, segundo informações confirmadas em live feita pelo pastor e líder da Igreja Batista da Lagoinha, Márcio Valadão.

“Pouco antes das 22h, recebi o telefonema de uma irmã falando de um dos nossos pastores que acabou de falecer. Pra mim, foi um impacto muito grande, porque hoje de manhã eu dirigi o culto e ele estava com a esposa no primeiro banco. Ele praticou aquele crime tão terrível com a Daniela Perez, foi preso, cumpriu a pena e se converteu. Ele tava dentro de casa, caiu e morreu. Acabou de morrer”, comunicou Márcio.

“Ele já estava conosco há 15 anos, e o trabalho pastoral dele era justamente cuidar de outros ex-detentos”, completou o pastor, que tinha Pádua como atuante em sua comunidade desde 2017.

Recentemente, Guilherme de Pádua esteve envolvido em uma polêmica ao declarar publicamente seu voto em Jair Bolsonaro (PL). Sua mulher, a instrutora de maquiagem Juliana Lacerda, fez uma selfie com a então primeira-dama Michelle Bolsonaro, o que gerou grande repercussão nas redes sociais.

O ex-ator foi condenado a 19 anos e 6 meses de prisão pelo assassinato de de Daniela. Os dois faziam par romântico na novela De Corpo e Alma, da TV Globo. Pádua foi solto em 1999 depois de cumprir um terço da pena. O assunto voltou à tona quando, em julho deste ano, a HBO lançou Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez, série documental sobre o crime bárbaro.

Guilherme de Páuda mantinha um canal no Youtube no qual criticava a imprensa, falava sobre questões éticas dentro da igreja evangélica e dava pitacos políticos. No último vídeo postado, há um mês, narrou uma visita à Venezuela.

***
Redação Conti Outra, com informações Splash/UOL e Veja.
Imagem de capa: Reprodução/YouTube.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.