“Morbius” vem reforçar o já grande sucesso de longas envolvendo vampiros

Previsto para estrear no Brasil em julho deste ano, o longa-metragem Morbius, protagonizado por Jared Leto, contará a história de um anti-herói da Marvel e promete trazer à tona mais uma produção de sucesso associada às fascinantes criaturas que se alimentam de sangue.

CONTI outra

Previsto para estrear no Brasil em julho deste ano, o longa-metragem Morbius, protagonizado por Jared Leto, contará a história de um anti-herói da Marvel, Michael Morbius, que na verdade é, mais precisamente, um vampiro. A adaptação da história para as grandes telas ficou por conta da Sony Pictures, em parceria com a Marvel, e promete trazer à tona mais uma produção de sucesso associada às fascinantes criaturas que se alimentam de sangue.

Imagem de S. Hermann & F. Richter por Pixabay

A primeira aparição do personagem Morbius ocorreu em 1971, na série de comics O incrível Homem-Aranha, lançada pela Marvel Comics. “A saga dos seis braços”, história que deu origem ao vampiro e que é dividida em três partes, tinha o Homem-Aranha como personagem central e foi escrita por Stan Lee, à época editor-chefe da Marvel, e seu editor braço direito Roy Thomas. Entretanto, quem pode ser considerado o pai de Morbius é Thomas, visto que naquele momento Stan Lee estava focado em escrever o roteiro de um filme e acabou deixando a responsabilidade criativa nas mãos do seu parceiro de trabalho.

A arte, por sua vez, ficou por conta do letão Gil Kane, que também trabalhou nas criações de Hulk, Capitão América e Lanterna Verde. Foi ele quem concebeu a imagem do vampiro que teve seus traços físicos deformados após passar por alguns experimentos científicos na busca da cura para a rara doença sanguínea que o acometia.

É justamente essa a história que o filme vem contar. Com o intuito de se curar da mencionada doença no sangue, Morbius, um bioquímico vencedor do Prêmio Nobel, recorre a métodos experimentais que envolviam morcegos e eletrochoques. Entretanto, em uma de suas tentativas de se curar algo muito pior acontece e ele é acometido por uma espécie de vampirismo, condição que o subjulga à necessidade de se alimentar de sangue para sobreviver e o faz ficar fotossensível.

A direção do filme ficou por conta de Daniel Espinosa, diretor de origem sueca que já trabalhou com astros do calibre de Denzel Washington, no filme Protegendo o inimigo, e Jake Gyllenhaal, quando filmou Vida, longa de ficção científica que foi lançado em 2017. O roteiro, por sua vez, foi escrito por Matt Sazama e Burk Sharpless, famosos por terem sido roteiristas das produções Deuses do Egito, que trazia Gerard Butler no elenco, e Drácula: a história nunca contada – com roteiro baseado no clássico livro Drácula, escrito por Bram Stoker.

O trailer do longa já foi divulgado e começa a dar aos fãs de histórias com vampiros um gostinho do que vem por aí.

Jared Leto no papel principal

A interpretação do protagonista, conforme comentado anteriormente, ficou a cargo do astro hollywoodiano Jared Leto. Famoso também por ser vocalista da banda de rock 30 seconds to Mars, que já esteve no Brasil algumas vezes, Leto tem uma carreira invejável dentro da indústria do cinema. Filmes como Clube da luta e Garota interrompida, apesar de não terem sido os primeiros longas em que Jared atuou, deram uma guinada na sua estrada como ator, abrindo espaço para que ele integrasse o elenco de Psicopata americano e protagonizasse o intenso Réquiem para um sonho, ambos lançados no ano de 2000.

Após essas experiências, ainda viriam muitas outras, em geral produções grandes, como Alexandre, em que interpretou Heféstio e foi dirigido pelo mestre Oliver Stone, famoso, entre outros, pela direção de Platoon e também por ter sido responsável pelo roteiro do clássico Scarface, que consta em nossa lista de filmes imperdíveis para assistir na Netflix.

Imagem divulgação

Outros longas em que Leto atuou ao longo da década de 2000 foram Os fugitivos, em que contracenou com John Travolta, o eterno Danny de Grease – Nos tempos da brilhantina, e Sr. Ninguém, que recebeu boas críticas do público.

Entretanto, o longa que realmente coroou o ator foi Clube de compras Dallas, lançado em 2014. Aclamado pela crítica especializada, o filme que tem Matthew McConaughey no papel principal rendeu a Leto dois prêmios na categoria de Melhor Ator Coadjuvante : um Oscar e um Globo de Ouro, algo similar ao que aconteceu na categoria de Melhor Ator deste ano, visto que Joaquin Phoenix levou ambos os prêmios pela interpretação em Coringa. Morbius certamente tem potencial para ajudar Leto a levar mais estatuetas para a casa, visto que interpretar um cientista que se transforma em uma espécie de vampiro não é para qualquer um.

O sucesso dos vampiros na cultura pop

Nos últimos anos presenciamos uma enxurrada de filmes e séries envolvendo as famosas criaturas, e Morbius vem somar a essa lista. Séries como True Blood e The Vampire Diaries atraíram muitos telespectadores interessados nesses seres e em tudo o que o universo deles envolve. Não podemos deixar de mencionar, entretanto, que não é de hoje que personagens como Morbius estão por aí. Os vampiros estão em voga há muito mais tempo do que se possa imaginar. No mundo do cinema, Nosferatu foi o filme que abriu as portas para que esses seres invadissem as grandes telas. O filme estreou em 1922 em Berlim e, desde então, as criaturas já foram encarnadas muitas outras vezes na indústria do cinema. Nomes como David Bowie e Catherine Deneuve fizeram sucesso interpretando vampiros em Fome de viver, assim como ocorreu com Grace Jones em Vamp – A noite dos vampiros.

Filmes como esses mantiveram acesa a chama do sucesso vampiresco no cinema, o que deu oportunidade para que outros longas, como a Rainha dos condenados e Entrevista com o vampiro, ambos baseados em obras literárias escritas por Anne Rice, fossem lançados.

Todo esse êxito envolvendo as criaturas acabou culminando no grande sucesso da saga Crepúsculo, também baseada em livros, dessa vez escritos por Stephenie Meyer. A recepção da saga de Bella e Edward teve um sucesso tão grande que outros produtos acabaram pegando carona nele, caso do caça-níquel Immortal Romance, disponível na plataforma Betway caça-níquel online. Outro exemplo do reinado dos vampiros na indústria do entretenimento são jogos como Castlevania, da Konami, com mais de 20 jogos já lançados, e Vampire: The Masquerade, baseado nos jogos de RPG da White Wolf.

Como vemos, os vampiros são presença cativa na cultura pop. As criaturas que há tempos povoam o imaginário coletivo mundial, causando um misto de terror e fascínio nos seres humanos, provocam frisson por onde quer que passem, propiciando sucesso e visibilidade não só aos nomes dos filmes e livros, mas também àqueles que se aventuram a encarnar esses seres. Que Morbius será uma produção de sucesso não temos dúvidas. Resta agora aguardarmos o lançamento do longa para vermos Jared Leto em pele de vampiro e nos deleitarmos com mais uma criação que tem como protagonista um dos sugadores de sangue.

***

Imagem de capa: divulgação

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.