Empresa cria tênis com GPS para monitorar idosos e pessoas com problemas de memória

“Nossa inspiração foram as milhões de pessoas com Alzheimer, demência, autismo e traumas cerebrais que possuem problemas de memória e tendem a se perder se ficam sozinhas”, descreveu o CEO Patrick Bertagna no site da empresa.

REDAÇÃO CONTI outra

Cuidar de uma pessoa idosa ou com algum tipo de desordem mental não é tarefa das mais simples, não é mesmo? Para garantir a total segurança dessas pessoas é preciso dedicar a maior parte do seu tempo a acompanhá-las, e nós bem sabemos que isso nem sempre é possível. Muitas dessas pessoas também não conseguem usar um celular e não conseguem se identificar, então, se elas se perdem ao fazer uma caminhada, isso se torna um grande problema para os seus familiares ou cuidadores.

E foi pensando exatamente tornar mais fácil a rotina de quem fica responsável por cuidar de uma pessoa com necessidades especiais que a empresa americana GTX Corp criou solados inteligentes de calçados com GPS, que permitem monitorar à distância a localização de crianças e idosos com doenças como Alzheimer ou demência.

O Smart Sole, nome dado ao produto, começou a ser idealizado ainda em 2002 pela empresa, que se descreve como a “primeira companhia de dispositivos usáveis com GPS do mundo”. “Nossa inspiração foram as milhões de pessoas com Alzheimer, demência, autismo e traumas cerebrais que possuem problemas de memória e tendem a se perder se ficam sozinhas”, descreveu o CEO Patrick Bertagna no site da empresa.

De acordo com a GTX Corp, mais de 100 milhões de pessoas no mundo todo precisam de acompanhamento constante em função de diversos problemas que afetam a memória. A preocupação era com essas pessoas ficarem desacompanhadas em casa, e acabarem conseguindo sair sem rumo pelas ruas. Com o avançar da tecnologia e a febre dos smartphones pelo mundo, logo se tornou mais fácil conceber como os responsáveis pelos doentes – e pelas crianças, que também podem se perder mais facilmente – poderiam monitorá-los.

O solado inteligente não é só um chip, mas “um minúsculo celular dentro do sapato”, descreve a GTX. Ele usa a rede celular para se comunicar, requer um plano de telefonia e precisa ser recarregado diariamente. Ele estando online, os responsáveis podem monitorar em tempo real a localização de quem usa os sapatos utilizando um login e senha protegidos.

O sistema também envia automaticamente e-mails e SMS para os cuidadores, caso o usuário do calçado saia da área de monitoramento. O solado é vendido em vários tamanhos adultos e infantis, e possuem um formato padrão que se encaixa nos sapatos e tênis casuais mais comuns.

Depois de patentear a tecnologia e lançar seu próprio dispositivo, a GTX Corp viu a solução ser adotada por outras companhias, que em alguns casos inserem os solados em sapatos que são comercializados de forma conjunta. A japonesa Wish Hills é uma delas.

Não é incrível como o avanço da tecnologia continua facilitando a vida das pessoas? Nos resta torcer para que o produto se popularize, de modo que se torne acessível a mais gente. Todos, afinal, merecem ter qualidade de vida; tanto aqueles que necessitam de cuidados especiais, quanto os que se dedicam a cuidar com carinho dessas pessoas.

***

Redação CONTI outra. Com informações de Scaelife

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.