Diarista que perdeu emprego por ser espírita recebe 30 propostas de trabalho em BH

”Minha mãe é uma mulher linda e luta para conquistar aquilo que deseja sem precisar de opinião alheias. ela é manicure profissional a muitos anos. Inclusive minha mãe faz bicos como faxineira para aumentar um pouco mais da renda no final do mês, tudo que ela faz é com amor."

CONTI outra

Tudo começou quando a Fernanda Matias Almeida, 35 anos, passou por momentos de constrangimentos na residência em que trabalhava como diarista. O motivo foi sua opção religiosa, uma vez que ela é espírita, mas a “patroa” não.

Num ato de intolerância, a “patroa” mandou que Fernanda fosse embora humilhando-a.

O filho de Fernanda, entretanto, percebendo a injustiça fez um desabafo nas redes sociais descrevendo a situação de preconceito e discriminação ao qual a mãe foi sujeitada.

”Minha mãe é uma mulher linda e luta para conquistar aquilo que deseja sem precisar de opinião alheias. ela é manicure profissional a muitos anos. Inclusive minha mãe faz bicos como faxineira para aumentar um pouco mais da renda no final do mês, tudo que ela faz é com amor.”

Após o ocorrido, diversas pessoas solidárias se manifestaram oferecendo emprego para Fernanda.

Fernanda disse ” A gente não esperava ter tantos apoio assim e mensagens de carinho obrigada queridos ” fiquei surpresa com tanta solidariedade obrigada de coração.

É muito bom saber que, para cada intolerante, existem dezenas de pessoas que agem com justiça e parcimônia!

***

Com informações de winupnews e Razões para Acreditar

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.