Com as economias de toda uma vida, carpinteiro sem filhos paga faculdade a 33 jovens carentes

Dale Schroeder trabalhou como carpinteiro por 67 anos e, vivendo um vida sem nenhum luxo, economizou 3 milhões de dólares. Este dinheiro hoje paga a faculdade de 33 jovens provenientes de famílias sem recursos financeiros. Eles terão as oportunidades que Dale não teve.

REDAÇÃO CONTI outra

Morando em Iowa (EUA) , Dale Schroeder trabalhou como carpinteiro por 67 anos. Ele sempre teve uma vida muito dura, marcada por privações. Pessoas próximas a ele pontuam que ele só tinha duas calças e que dirigia um caminhão Chevrolet enferrujado.

Foi em função deste estilo de vida austero, com pouco ou nenhum conforto, que Dale conseguiu economizar mais de três milhões de dólares, com os quais estabeleceu um fundo para estudantes da sua cidade que não poderiam pagar as mensalidades de uma universidade.

O fundo começou a conceder os “benefícios” após a morte de Dale, em 2005, e agora, 14 anos depois, esses fundos se esgotaram, permitindo que 33 jovens fossem para a faculdade.

Dale cresceu como uma pessoa de recursos limitados e nunca pôde frequentar a faculdade. Ele nunca se casou e não teve filhos. pouco antes de morrer em 2005, ele se aproximou de seu amigo e advogado, Steve Nielsen, para conversar sobre o que fazer com suas economias.

” Eu queria ajudar crianças que, como Dale, provavelmente não teriam a oportunidade de ir para a faculdade”, disse Nielsen à rádio KCCI. “Eu disse: ‘De quanto dinheiro estamos falando, Dale?’ E ele disse: ‘Ah, pouco mais de $ 3 milhões’. Eu quase caí da cadeira.”


A maior parte desse dinheiro foi para o fundo de bolsas criado por Schroeder, que ajudou futuros professores, médicos e outros profissionais a realizar seus sonhos de continuar seu ensino superior.

Os 33 jovens que se beneficiaram dessa bolsa, referem-se a si mesmos como ” Crianças de Dale “. Eles lembram que todos eles foram convidados a lembrar de Dale e tentar imitar seu exemplo como profissionais.

Kira Conrad é uma dessas beneficiárias e lembra-se do dia em que a Nielsen informou-a de que suas mensalidades haviam sido pagas.

“Eu cresci em uma casa com mãe solteira e tinha três irmãs mais velhas, então pagar uma faculdade às quatro filhas nunca foi uma opção. Quando Steve Nielsen falou comigo ao telefone, dizendo que minhas mensalidades haviam sido pagas, comecei a chorar imediatamente. Era incrível pensar que um homem que nunca me conheceria, iria me proporcionar a oportunidade de ir para a faculdade. Esse tipo de coisa não costuma acontecer. Foi incrível!”

Heróis anônimos como Dale nos fazem recuperar a fé na humanidade.

***

Redação CONTI outra. Com informações de Nation

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.