sábado, 24 outubro , 2020

O CEGO ESTRELINHO, um conto de Mia Couto

O cego Estrelinho era pessoa de nenhuma vez: sua história poderia ser contada e descontada não fosse seu guia, Gigito Efraim. A mão de...

A Rosa Caramela, um conto de Mia Couto

Acendemos paixões no rastilho do próprio coração. O que amamos é sempre chuva, entre o voo da nuvem e a prisão do charco. Afinal,...

Mãe, um conto para quem não tem preguiça de pensar

Por Lúcia Costa Ainda na infância, aqueles amigos umbilicais descobriram-se apaixonados. Juraram-se, acreditaram-se, o relógio adiantou ponteiros, anelaram-se, casaram-se. Os anos passaram apressados: o desejo queimou...

20 de março – Dia do Contador de Histórias

Nada mais "tudo a ver" com a CONTI outra do que contar histórias.  Antes que o mundo fosse presenteado com a TV e com...

“A moça tecelã”, um conto de Marina Colasanti

Acordada ainda no escuro, como se houvesse o sol chegado atrás das beiradas da noite. E logo sentava-se no tear. Linha clara, para começar o...

A iniciação feminina em Branca de Neve e Rosa-Vermelha

Uma pobre viúva vivia isolada numa pequena cabana. Em seu jardim havia duas roseiras: em uma florescia rosas brancas, e, na outra, rosas vermelhas....