O novo governo municipal de Quito decidiu não renovar com a empresa Pecuária Triana o contrato de aluguel da Plaza Belmonte, local que por muitos anos foi responsável pela organização de touradas que só trazem dor e sofrimento aos animais. Mas isso acabou porque em 5 de agosto deste ano o prazo da concessão expirará e eles não poderão organizar nenhum novo evento.

Uma decisão que era esperada e realmente nos deixa felizes porque o prefeito eleito, em seu plano de governo, estabeleceu a criação de “Programas de Políticas Públicas que lidam com a vida selvagem de maneira responsável”.

Um imenso avanço para a sociedade equatoriana, que ultimamente demonstrou interesse em promover questões sociais e ambientais, como é o caso da aprovação do casamento igualitário.

Agora a Praça Belmonte terá um propósito melhor do que matar animais indefesos. Será destinado à realização de eventos culturais e esportivos que sirvam para a felicidade e entretenimento de todas as famílias residentes em Quito.

“Durante a minha administração, todos os planos, programas e projetos devem ser enquadrados em respeito aos direitos da natureza e ao bem-estar animal” -Jorge Yunda, prefeito de Quito

Uma iniciativa verdadeiramente incrível que pode se tornar uma corrente que promova o respeito pela vida animal. Espera-se que mais políticos do mundo possam entender que o abuso e a tortura não são arte.

***

Tradução por CONTI outra, do original de UPSOCL.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.