Abrigo fica sem animais para a adoção pela primeira vez. Todos querem um amigo de quatro patas na quarentena!

Quem tem um bichinho de estimação em casa, nunca está só. Eles oferecem o carinho e a doçura que você precisa para enfrentar os dias mais difíceis, além de preencherem a casa com alegria. Não fique sozinho na quarentena, adote um amigo!

REDAÇÃO CONTI outra

O isolamento social, recomendado em quase todas as nações afetadas pela pandemia de coronavírus, têm sido um período muito difícil para grande parte das pessoas. Mas nota-se que uma detalhe faz toda a diferença nesta situação: quem tem um bichinho de estimação em casa, nunca está só. Eles oferecem o carinho e a doçura que você precisa para enfrentar as mais duras tempestades, além de preencherem a casa com alegria.

Talvez seja por esses motivos que um abrigo de animais em Chicago, nos Estados Unidos, ficou sem pets para a adoção pela primeira vez na história. Sim, todos querem um amigo de quatro patas na quarentena!

A boa notícia foi dada através da página oficial do abrigo no Facebook, “Sim, você leu bem isso, estamos sem animais adotáveis! É algo que nunca pensamos dizer… e estamos felizes em trazer esta notícia”, diz o post do Chicago Animal Care and Control (CACC).

O abrigo também informou que continua recebendo doações, afinal, outros animais continuam sendo resgatados diariamente e levados para lá. De acordo com instituição, vivem no abrigo hoje 51 cães, seis gatos e dois galos que ainda não estão prontos para adoção devido a um período de espera padrão, para a observação de raiva ou porque alguns deles se perderam de seus donos e esperam a procura.

E você, está só na quarentena? Que tal procurar o abrigo de animais mais próximo de você e adotar um amigo de quatro patas. Com certeza, melhor companhia não há!

***
Redação CONTI outra. Com informações de R7

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.