A tia é a segunda mãe?

Porque a tia, não só cuida de dar todo o amor e atenção aos sobrinhos, mas além de tudo isso, a conexão que existe entre eles a transforma em sua segunda mãe, uma amiga e mais que isso: sua confidente que sempre cuidará do seu bem-estar.

CONTI outra

Como todos sabemos, a relação que a grande maioria das crianças tende a ter com as suas tias sempre foi muito diferente das que se desenvolvem com os pais.

Porque a tia, não só cuida de dar todo o amor e atenção aos sobrinhos, mas além de tudo isso, a conexão que existe entre eles a transforma em sua segunda mãe, uma amiga e mais que isso: sua confidente que sempre cuidará do seu bem-estar.

Com elas, você pode criar, de uma forma geral, uma cumplicidade super especial, coisa que é muito difícil de conseguir com os pais. O papel das tias na vida e em todo o desenvolvimento dos pequenos tende a ser mais do que importante.

As tias costumam ser um pouco mais permissivas do que os próprios pais. É claro que sempre serão prudentes e garantirão o bem-estar de seus sobrinhos. Mas, da mesma forma, os pequenos geralmente encontram nelas a mistura perfeita entre amizade e toda a proteção que lhes dá segurança e, ao mesmo tempo, os deixa muito felizes. Uma tia conhece uma criança pelo tempo que a mãe e o pai sempre fazem e, acima de tudo, ela conhece seus pais muito antes. Então ela pode vir para dar um forte senso de perspectiva ao seu sobrinho que quer saber mais sobre a vida de seus pais antes de seu nascimento.

Cada uma das visitas aos museus, os jogos, cada tipo de aconselhamento, cada detalhe, detalhes das tias, tudo mostra que elas são pessoas mais que importantes na vida de cada um de nós.

***

Tradução feita pela CONTI outra, do original de Gutenberg

 

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.