Will Smith está prestes a fazer seu retorno às telonas menos de um ano depois da controversa cerimônia do Oscar em que recebeu o principal prêmio de atuação momentos após ter agrededido o comediante Chris Rock, que havia feito uma piada envolvendo sua esposa, Jada Pinkett Smith.

O ator de 54 anos, que recebeu muitos elogios no ano passado por seu trabalho no drama ‘King Richard’, é um dos nomes mais cotados para a nova temporada de prêmios por seu desempenho no longa-metragem ‘Emancipation’, dirigido por Antoine Fuqua.

Em entrevistas recentes, o diretor não tem poupado elogios ao protagonista de ‘Um Maluco no Pedaço’. Segundo Fuqua, o ator “foi gentil com todos” ao longo das gravações e garantiu que o foi a “pessoa mais legal que ele já conheceu”.

Ainda segundo o cineasta, Will teria pagado do próprio bolso os cachês dos figurantes que interpretaram soldados mortos em trincheiras por longas horas enfrentando um calor de 38º C. “Ele foi gentil com todos no set. Will andava por aí, abraçava e apertava as mãos – tínhamos uns 300 extras e militares. Fuzileiros navais”, contou o diretor. “Ele é engraçado. Ele é divertido. Tínhamos alguns extras que eram os cadáveres nas sepulturas, e ele dava dinheiro a eles por ficarem ali naquele calor de mais de 100 graus [fahrenheit]. Não tenho nada além de coisas incríveis a dizer sobre Will Smith. Você pode perguntar a qualquer um que trabalhou no filme, eles vão te dizer o mesmo. A pessoa mais legal que já conheci na vida”, concluiu Fuqua.

Fuqua garantiu que o cancelamento da estreia do longa nunca foi uma opção, mesmo após a polêmica na ultima cerimônia do Oscar. “Claro que eu queria que as pessoas vissem o filme. Minha conversa era sempre: ‘400 anos de escravidão, de brutalidade, não são mais importantes do que um momento ruim?’“. O cineasta também lembrou que na história recente de Hollywood, muitos casos mais graves foram deixados de lado. “Coisas  feias que aconteceram” e vimos “muitas pessoas ganharem prêmios por terem feito coisas realmente desagradáveis“, disse, provavelmente em referência a Harvey Weinstein, que viveu o auge da carreira na indústria paralelamente ao pico do número de casos de assédio e abuso de mulheres.

No mês passado, a Apple TV+ anunciou que o longa “Emancipation” chegará aos cinemas em 2 de dezembro e estaria disponível para streaming em 9 de dezembro. O filme também seria qualificado para a temporada de premiações e, apesar do fato de Smith estar proibido de comparecer aos eventos da Academia pelos próximos 10 anos, ele pode ser indicado.

Veja o trailer do filme Emancipation:

***
Redação Conti Outra, com informações da revista Monet.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.