O humorista Whindersson Nunes manifestou sua indignação com um comentário ofensivo sobre o Nordeste que recebeu em suas redes sociais após o primeiro turno das eleições.

“O Nordeste não produz nada para o país, só que dinheiro fácil, uma pena. Uma terra rica, porém, o pessoal quer o mais fácil, a migalha do PT já deixa eles felizes”, escreveu um internauta.

Whindersson, que nasceu no Piauí, não deixou barato e rebateu o comentário xenofóbico:

“Vocês tentam esconder, mas você vê todo um povo GENTE BOA demais, TRABALHADOR demais, como ‘pessoas que querem dinheiro fácil’ ou que ‘não produz nada’. O nordeste não é sua empresa, não preciso mais construir calçadas pra você andar. F*dam-se.”

Além do humorista, outras personalidades se manifestaram contra as ofensas aos nordestinos que tem tomado as redes sociais nos últimos dias, como o economista Gil do Vigor e a cantora Juliette Freire.

“Em termos de política, nós precisamos colocar a cabeça no lugar, se conscientizar, respeitar o outro. Isso é democracia”, disse Gil nos stories de sua conta no Instagram.

“Uma coisa que não se pode tolerar é a xenofobia. Estou vendo uma galera sendo xenofóbica com o pessoal do nordeste. O meu nordeste eu defendo, sim.”, finalizou,.

Também no Instagram, Juliette compartilhou um post que explica o passo a passo para registrar uma denúncia contra xenofobia.

“Você tira print, vai no site da Polícia Federal ou do Ministério Público Federal, preenche o formulário e faz sua notícia crime, já que não há respeito, resta pelo menos justiça, não é? E no mais, é lamentável”.

***
Redação Conti Outra, com informações do Catraca Livre.
Imagens: Reprodução/Redes sociais.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.