Vovó de 104 anos venceu o coronavírus pela segunda vez e teve despedida com aplausos no hospital

Carmencita é uma idosa de Boyacá, na Colômbia, e apesar de sua idade avançada demonstrou possuir um sistema imunológico muito forte contra o coronavírus!

Ana Carolina Conti Cenciani

Embora se saiba que os idosos são mais vulneráveis ao coronavírus, existem alguns que lutam incansavelmente contra essa doença. Carmencita é uma avó de Boyacá, na Colômbia e é um exemplo dessa bravura ao vencer duas vezes o COVID-19, mesmo sendo uma centenária.

Recuperar-se desta doença já é algo extremamente difícil e é necessário muita força. Mas, fazer isso duas vezes é um ato heroico.

Infelizmente, a pandemia do coronavírus deixou milhões de famílias afetadas e muitas perderam seus entes queridos, por isso é de extrema importância comemorar casos como o desta avó.

Caracol Radio Boyacá

De acordo com a mídia local, Carmencita foi alvo de aplausos das autoridades sanitárias do hospital quando recebeu alta após ter sido vítima do coronavírus. O evento pôde ser visto em uma transmissão de vídeo nas redes sociais.

Nos últimos 30 anos, Carmencita vive no Asilo San José de Tunja, devido à sua idade avançada.

A senhora foi infectada duas vezes pelo Covid-19 e como raramente acontece, seu sistema imunológico lhe permitiu sobreviver em ambos os casos. Carmencita é uma verdadeira guerreira, ela também já lutou contra o câncer basocelular e o derrotou.

A primeira vez que Carmencita contraiu o vírus foi em agosto de 2020, quando se recuperou em casa apenas de forma isolada, sem precisar de assistência médica. A segunda infecção ocorreu em março deste ano. Embora ter sido necessária a internação na Clínica María Josefa Canelones, ela se recuperou sem problemas. Carmencita já havia tomado a primeira dose da vacina.

Caracol Radio Boyacá

“Precisamente pela sua idade avançada, para nós é uma esperança. Essa mulher conseguiu sair totalmente recuperada do coronavírus nessa primeira reinfecção. Tivemos que atendê-la na UTI por 21 dias”, disse Yamit Noé Hurtado, gerente do Hospital Universitário San Rafael de Tunja.

Esta avó é um exemplo de bravura!

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.