Você ainda será tão amado (a) ao ponto de perdoar quem o fez duvidar do amor.

Quero falar de um amor que coopera para o resgate da nossa identidade. Sim, ele existe, sou testemunha disso.

Quero falar de um amor que coopera para o resgate da nossa identidade. Sim, ele existe, sou testemunha disso. Estou falando daquela pessoa que chega em nossas vidas e nos mostra que não há nada de errado em nosso jeito de ser. Essas pessoas que têm um abraço gostoso, com cheiro de roupa limpa e seca ao sol.

Quando falo sobre resgatar a nossa identidade, falo das circunstâncias em que temos muitos ferimentos oriundos de outros relacionamentos. É que há casos em que um relacionamento foi tão nocivo ao ponto de fazer uma pessoa sentir-se indigna de ser amada por alguém um dia. Um parceiro tóxico tem esse poder de fazer uma pessoa rejeitar a própria essência, sentindo-se inadequada em sua própria identidade.

É sério isso, acontece de alguém reprimir aquele traço da própria personalidade que é muito encantador nele, por ter sido muito criticado num relacionamento abusivo. Quer um exemplo? Uma mulher muito sorridente e espontânea foi tão ridicularizada em função disso, pelo ex parceiro, que acabou sentindo-se inadequada. Daí, um dia, ela encontra um homem que sente-se extremamente encantado pela espontaneidade dela. Diante disso, ela percebe que não há nada de errado em ser quem ela é. Inadequado foi aquele relacionamento que a deixou doente, insegura, machucada e sem liberdade para sorrir. Nessa percepção, há uma cura e um resgate de si mesma, compreendeu?

Não se trata de uma mulher depender de alguém para afirmar como ela deve ser, falo de ela perceber que pode ser amada como ela é, na plenitude da sua essência. Ocorre que, diante de alguém que nos aceita e nos ama como somos, percebemos que o amor não impõe condições para nos abraçar. Não faz sentido e nunca será saudável reprimirmos algo que pulsa forte em nós para cabermos no mundo de alguém. Aos olhos de quem, realmente, se interessa por nós, somos incríveis e, isso incluem as nossas imperfeições também.

Eu acredito, piamente, que, para cada pessoa que nos feriu, existe uma ´para nos curar. Contudo, precisamos estar disponíveis e interessados nesse resgate. Isso inclui descartar algumas crenças aniquiladoras. Sabe, por mais machucado(a) que você esteja, é preciso insistir na crença de que você merece ser feliz. Aquele relacionamento com alguém que não enxergou o seu valor e que ainda o fez duvidar que você o possua, não pode ser a bússola do seu destino. Acredite, existem muitas pessoas maravilhosas desejando uma relação bacana, e uma delas pode cruzar o seu caminho.

E, chegarão os dias em que você vai estar sorrindo por aí, com a boca, com os olhos e com a alma. Nesses dias, você vai pedir desculpas a Deus e ao Universo por ter duvidado que o amor ainda existisse. Você vai receber tanto carinho, tanto amor e tanto afeto que seu coração vai transbordar. Você vai se sentir inteiro novamente, e vai perceber que os seus ferimentos emocionais estão cicatrizados. Você vai liberar perdão a quem o feriu no passado, porque em seu coração não haverá mais espaço para mágoas, isso porque a gratidão e o contentamento vão inundar a sua alma.

Talvez você demore um tempo para se acostumar com esse amor, pois será tão bom que você vai achar que a esmola é grande demais para o santo. Mas, com o passar dos dias, você vai se agasalhar nele direitinho e, vai perceber que esse amor é o seu número, feito sob medida para você. Você vai experimentar a indescritível sensação de sentir-se abraçada(o) por inteiro, com tudo o que você possui e carrega em sua bagagem de vida. Esse amor vai resgatá-lo(a) desse lugar de inadequação que aquele relacionamento doentio o levou. Confie…acredite!

***

Photo by John Schnobrich on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.