Vinte dias após volta às aulas, Amazonas tem 342 professores infectados com Covid-19

A situação preocupa professores e pais de alunos.

CONTI outra

Dados alarmantes vindos do Amazonas preocupam professores e pais de alunos que estão prestes a voltar às aulas presenciais. De acordo com a Fundação de Vigilância de Saúde, o estado da Região Norte registrou 342 professores infectados com covid-19 vinte dias após a volta às aulas.

Segundo a matéria de Álisson Castro para o Estadão, a Escola Estadual José Bernardino Lindoso lidera o ranking de contágio, com 28 casos positivos registrados até o momento. Outras duas escolas, a Severiano Nunes e a Samuel Benchimol, têm dez casos cada.

“Acho que o governo está querendo mostrar que a vida voltou ao normal, daí essa insistência em manter as escolas abertas. O problema é que um professor pode contaminar ou ser contaminado”, disse Raicele Monteiro, de 46 anos, da Escola Jefferson Peres.

A partir da divulgação dos dados, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado pediu a suspensão das aulas e a volta às atividades online. Procurada, a Secretaria de Educação amazonense não se pronunciou.

***
Redação CONTi outra. Com informações de Uol

Imagem de capa: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2020/09/02/amazonas-registra-342-professores-com-covid-19.htm

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.