A pequena Cleo Smith, de quatro anos, foi encontrada “viva e bem” depois de desaparecer de um acampamento na Austrália há mais de duas semanas.

Uma equipe da Polícia da Austrália Ocidental invadiu uma casa trancada em Carnarvon por volta da 1h da manhã desta quarta-feira (03), onde encontraram a menina em um dos quartos. Um homem de 36 anos que tentou invadir a casa pela madrugada foi detido pela polícia.

“Tenho o privilégio de anunciar que, nas primeiras horas desta manhã, a força policial da Austrália Ocidental resgatou Cleo Smith”, disse o subcomissário Col Blanch. “Cleo está viva e bem.”

Cleo foi encontrada ‘sã e salva’. Foto: Polícia WA

Em uma entrevista coletiva, ele explicou como Cleo se identificou.

“Um dos policiais a pegou nos braços e perguntou a ela, ‘qual é o seu nome?’

“Ela disse: ‘Meu nome é Cleo’.”

Blanch contou a uma rádio local que viu “detetives experientes chorando de alívio” após Cleo ser encontrada.

“Este é o resultado pelo qual todos esperamos e oramos”, disse o subcomissário.

Cleo estava desaparecida há mais de duas semanas antes de ser encontrada pela polícia

A mãe de Cleo, Ellie Smith, compartilhou a notícia no Instagram, dizendo: “Nossa família está inteira de novo.”

No Halloween, a mãe tinha publicado em seu instragram uma mensagem em que se mostrava desolada com o desaparecimento da filha:

“Cada dia está ficando mais difícil sem meu pequeno raio de luz. Ela precisa de nós e nós precisamos dela. Ela é amada, ela é feliz… Eu preciso da minha garotinha em casa, por favor, eu imploro.”

A mãe de Cleo, Ellie Smith, fotografada aqui com seu parceiro Jake Gliddon, compartilhou a notícia no Instagram, dizendo: ‘nossa família está inteira de novo’

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, agradeceu aos oficiais envolvidos em encontrar a criança e apoiar sua família. Ele disse no Twitter: “Que notícia maravilhosa e reconfortante. Cleo Smith foi encontrada e está em casa sã e salva. Nossas orações foram atendidas.”

Desaparecimento

Cleo estava de férias com sua família no acampamento Blowholes em Macleod, cerca de 900 km ao norte de Perth, quando desapareceu na madrugada de 16 de outubro.

A última vez que a família viu a criança em sua barraca foi por volta de 1h30 da madrugada, quando ela se levantou e pediu um pouco de água, mas quando acordaram às 6h perceberam que ela havia sumido.

A polícia chegou cerca de uma hora depois e os policiais também foram enviados à casa da família para procurar qualquer sinal de Cleo.

No início de seus esforços de busca, a polícia divulgou a imagem de um saco de dormir vermelho e preto e um macacão, que se assemelha àquele com o qual a menina foi vista pela última vez.

A polícia suspeitou que Cleo havia sido sequestrada porque um zíper na aba de uma tenda foi levantado a uma altura que ela não poderia ter alcançado.

A polícia suspeitou que ela havia sido sequestrada porque um zíper na aba de uma tenda foi elevado a uma altura que ela não poderia alcançar.

Na terça-feira, os policiais vasculharam dois caminhões com lixo de latas de beira de estrada em uma tentativa de “não deixar pedra sobre pedra” em sua busca.

Policiais vasculharam sacos de lixo na terça-feira. Foto: Polícia WA

Um comunicado da polícia disse: “Como parte da investigação, os policiais coletaram mais de 50 metros cúbicos de lixo de lixeiras à beira da estrada, tanto ao norte como Minilya até o sul até Geraldton.

“O lixo foi embalado em dois caminhões e transportado para Perth, onde quatro policiais forenses e 20 policiais passaram dois dias separando centenas de sacos, em um esforço para encontrar quaisquer itens que possam ajudar na investigação.”

O Governo do Estado da Austrália Ocidental estava oferecendo uma recompensa de US $ 1 milhão (£ 540.000) por informações que resultassem na descoberta de Cleo ou levando a qualquer prisão relacionada ao seu desaparecimento.

***
Redação Conti Outra, com informações de Sky News.
Foto destacada: Polícia da Austrália.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.