O novo filme da Netflix, “Não Olhe Para Cima”, com o roteiro e direção por Adam McKay, está sendo um dos principais assuntos nas redes sociais nesse fim de ano. A produção dividiu opiniões e causou polêmica ao ser comparado com a realidade do Brasil.

O elenco do filme conta com nomes como Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Meryl Streep, Timothée Chalamet, Jonah Hill, Chris Evans, Himesh Patel, Ariana Grande, Ron Perlamn, Mark Rylance, Cate Blanchett, entre outros.

Foto: Reprodução Netflix

 

Entre todas as discussões sobre a produção, muitos brasileiros começaram a reparar a semelhança de uma das cenas com um acontecimento real que foi gravado durante um jornal no inicio da pandemia. Seria a personagem Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence) inspirada na microbiologista brasileira Natalia Pasternak?

Na cena do filme, a protagonista Kate, em um telejornal chamado “Daily Rip”, perde a paciência ao avisar que um cometa estava prestes a atingir a Terra e extinguir a humanidade. Já na cena que realmente aconteceu, a microbiologista também desabafa no Jornal da Cultura, em 2020, no ápice da pandemia do novo coronavírus.

“Tem gente morrendo! Não tem humor, não tem leveza. Eu não tenho que pedir permissão para o outro para ele usar máscara, fazer a coisa certa. Para ele tomar vergonha nessa cara, que ele vai matar alguém. Desculpa eu me exaltar”, disse a cientista, após se deparar com uma reportagem bem-humorada sobre a prevenção da covid-19.

Depois de receber diversas mensagens que destacavam a semelhança entre as cenas, Pasternak escreveu uma mensagem carinhosa ao diretor do longa Adam Mckay e aos atores Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence no Twitter.

“Obrigado por um filme incrível. Não tenho certeza que vocês sabem que ele é perfeito para o Brasil . Esta sou eu no noticiário de um ano atrás, comentando sobre um artigo sobre levar levianamente a negação da ciência e com humor…”, disse ela no tweet.

Confira:

Com informações de Yahoo 

 

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.