Um vídeo que mostra três estudantes de uma universidade particular em Bauru, em São Paulo, debochando de uma colega de turma mais velha gerou grande repercussão na internet por conta do etarismo: preconceito com pessoas mais velhas. Na gravação, as jovens ironizam a aluna de 40 anos, chegando a dizer que ela nem conhece o Google e deveria estar aposentada em vez de buscar uma qualificação profissional.

Em tom de deboche, uma das estudantes pergunta como “desmatricular” a colega mais velha. “Gente, quiz do dia: como ‘desmatricula’ um colega de sala?”, questiona. Outra jovem responde: “Mano, ela tem 40 anos já. Era para estar aposentada”. A terceira concorda: “Realmente”.

 

Diante da repercussão do vídeo, a universidade emitiu uma nota em suas redes sociais, destacando que não compactua com qualquer tipo de discriminação e que acredita que todos devem ter acesso à educação de qualidade. A instituição destacou ainda que as oportunidades não são iguais para todos em todos os momentos da vida.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por UNISAGRADO (@unisagrado_oficial)

Apesar do posicionamento da universidade, vários internautas pedem medidas mais rígidas contra as estudantes que aparecem no vídeo. Nos comentários da publicação do comunicado nas redes sociais, uma pessoa questiona se haverá retratação das estudantes e uma ação disciplinar contra elas. “Acho que só um posicionamento não haverá mudanças!!!”, disse a internauta.

Abaixo, as considerações da psicóloga Josie Conti sobre a temática

As lives com a psicóloga Josie Conti acontecem diariamente no instagram da @contioutra. Sigam e acompanhem também.

Leia também: Velhofobia: Aos 57 anos ela foi chamada de “ridícula” por tirar fotos de biquini

Com informações de Folha Vitória







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.