Tudo passa…você vai esquecer essa pessoa.

Acalme-se mulher, esse dia ainda vai chegar, e você vai se lembrar desse texto. Preste bem atenção! Você ainda vai se deparar com esse homem que está fazendo o seu coração sangrar tanto. Confie em mim! E, quando esse encontro acontecer, você não vai entender nada. Você vai olhar nos olhos dele e não vai reconhecê-lo como sendo aquele que fez todo esse estrago nas suas emoções.

Nada vai acontecer. Nada de taquicardia, nada de tremores nas pernas, nada de respiração descompassada. Você vai estranhar tudo, sobretudo a sua tranquilidade. E então você pensará: nossa, foi por esse homem que chorei tantas noites? Foi por ele que eu achei que fosse morrer um dia?

Ele também vai estranhar tudo. Ele vai ficar perplexo com a naturalidade da sua postura. Ele vai procurar aquela agonia que você sempre tinha quando estava perto dele, e não vai encontrar. Ele estará diante de uma mulher serena, natural e inteira. Ele vai procurar em seu semblante algo que denuncie qualquer sentimento, um resquício que seja. E nada. Nem mesmo aquela pontinha de ressentimento pelas dores que ele causou em você.

Você o cumprimentará com naturalidade, talvez vocês conversem algumas amenidades e você se despedirá dele com a sensação de estar flutuando. Falo daquele flutuar que traduz o sentimento de libertação de alguém que teve, por anos a fio, as emoções no cativeiro. É sobre sentir-se inteira após um longo período com o coração triturado.

Pois é, moça, você vai perceber que aquele encanto acabou. Aquela admiração, que na verdade você nunca soube porque sentia, terá desaparecido. O sorriso dele não vai mais hipnotizá-la. E você vai agradecer muito por enxergá-lo dessa maneira. Aquele homem que abalava a sua estrutura física e emocional, será percebido como um alguém comum. E você vai se lembrar das vezes em que, aos prantos, implorou a Deus para que neutralizasse aquele sentimento tão perturbador que nutria por esse homem. Alguém que nunca a amou, mas que sempre fez questão de aproveitar do seu sentimento.

E o mais bacana de tudo será a plenitude de perceber que um ciclo terminou, de fato. Sem pendências, sem mágoas, sem ressentimentos. Perceberá que, embora tenha sido absurdamente machucada por esse homem, a cura aconteceu. Você vai se dar conta de que foi capaz de seguir a sua estrada, mesmo sangrando. Você sentirá um orgulho gigante de si por ter reagido e buscado outros interesses. Você vai perceber o quanto foi incrível por investido em si mesma, mesmo naqueles dias em que mal tinha vontade de sair da cama.

Deus e o Universo farão questão de agendar essa data, para você certificar-se de que suas preces foram ouvidas e atendidas. Escreve aí.

Imagem de capa: Kaponia Aliaksei/shutterstock

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.