Todos os dias esse pequeno visita a avó para lerem uma história, sempre mantendo a distância necessária.

Os dois companheiros continuaram a compartilhar histórias literárias, sempre com o máximo de cuidado e mantendo a distância necessária.

Ana Carolina Conti Cenciani

A pandemia de coronavírus mudou muitas coisas, especialmente a maneira como interagimos. Muitas famílias foram separadas, também casais e amigos, mas infelizmente é algo necessário. Manter distância social é o mais difícil, ainda mais para aqueles que estavam acostumados a abraçar e demonstrar amor físico.

Muitos conseguiram continuar se vendo e se comunicando com seus entes queridos, seguindo as recomendações e evitando possíveis infecções. Foi o que fez esse menino de casaco amarelo, que visita a avó todos os dias para lerem juntos uma história no jardim.

Eles sentem muita falta um do outro e querem se abraçar, mas sabem que é importante ficar seguro. Isso é amor puro, entre um neto e sua avó.

No momento, eles se contentam em olhar um para o outro, conversar e dizer um ao outro o quanto se amam. Eles estavam acostumados a passar dias juntos, mas a pandemia tirou essa possibilidade.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por E! News (@enews) em


Para estar seguro, é fundamental manter medidas de segurança, incluindo o distanciamento social. Eles entendem isso e é por isso que eles não se tocam ou se aproximam. O pequeno vai todos os dias ao jardim da avó, com um livro e com a vontade de ouvir a sua “nona”.

O vídeo foi compartilhado nas redes sociais e tem mais de 2,5 milhões de visualizações. O amor genuíno e inocente tocou muitas pessoas. Foi a mãe do garoto quem gravou o vídeo, vendo a cena terna do menino com sua capa de chuva amarela e seu guarda chuva.

“Mal podemos esperar para abraçá-lo novamente”, diz a descrição da mamãe sobre o vídeo.

Mas ele não é o único que a visita, já que seu irmão mais novo também o acompanhava em algumas ocasiões. Cenas como essa nos inspiram a resistir, ser responsáveis e fortes.

 

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.