Testes de vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer indicam 90% de proteção

O anúncio feito pela farmacêutica Pfizer nesta segunda-feira (9) nos enche de esperança de que podemos logo encerrar esse capítulo obscuro da história.

CONTI outra

As fabricantes Pfizer e BioNTech anunciaram nesta segunda-feira (9) que a vacina contra Covid-19 desenvolvida por elas é capaz de prevenir que mais de 90% das pessoas desenvolvam a doença. As empresas classificaram a novidade como “um grande dia para a ciência e para a humanidade”.

Segundo a BBC, a imunização foi testada em 43,5 mil pessoas de seis países e, em setembro, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou que seus testes clínicos fossem ampliados no Brasil, de mil para dois mil testes em voluntários.

As fabricantes relatam ainda que não houve registro de nenhum problema de segurança na vacina até o momento.

A Pfizer e a BioNTech pretendem solicitar, até o final deste mês, uma aprovação emergencial para uso da vacina, na expectativa de que a imunização ajude os países a reduzir as medidas de restrição de circulação em vigor.

De acordo com as empresas responsáveis pela vacina, elas serão capazes de prover 50 milhões de doses ao final deste ano e 1,3 bilhão até o fim de 2021.

Os dados apresentados pela Pfizer ainda não são finais: são baseados nos testes com 94 voluntários que desenvolveram covid-19.

A porcentagem da eficiência exata da vacina pode, portanto, mudar quando os resultados completos forem divulgados.

As empresas afirmam que esses dados podem estar prontos nas próximas semanas, quando seria possível encaminhar a vacina para os órgãos reguladores.

Até lá, não é possível iniciar campanhas de vacinação nos países.

***
Redação Conti Outra, com informações de BBC.
Foto: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.