Cumprindo pena desde 2002 por planejar a morte de seus pais, Suzane von Richthofen foi solta nesta quarta-feira (11) após a Justiça conceder progressão ao regime aberto.

De acordo com a SAP (Secretaria Estadual da Administração Penitenciária), a Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier de Tremembé cumpriu a decisão às 17h35 de ontem (11) — e Suzane foi solta.

Suzane tentava na Justiça a progressão da pena para o regime aberto desde 2017, mas só conseguiu agora.

Ela foi condenada a 39 anos e 6 meses de prisão pela morte dos pais, Marísia e Manfred Von Richthofen, em outubro de 2002.

Após 13 anos no regime fechado, Suzane passou ao semiaberto em 2015 e ganhou o benefícios das “saidinhas” temporárias. Antes, a previsão para ela deixar o presídio era em 25 de fevereiro de 2038.

***
Redação Conti Outra, com informações don UOL.
Foto destacada: Reprodução.







LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES



As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.