Mais de 1,5 milhão de ucranianos fugiram da violência da guerra em sua terra natal, já alguns resolveram ir a campo para lutar por seu país. Lesia Ivashchenko está neste último grupo.

Quando a guerra começou, Lesia deixou seu emprego e se juntou às forças defensivas fora de Kyiv. Seu parceiro de longa data, Valerii Fylymonov, também estava lutando em um batalhão diferente. Eles não se viam há semanas, então, quando o acaso os uniu por alguns dias, eles aproveitaram a oportunidade para se casar depois de 22 anos juntos.

“Estou feliz por estarmos vivos, por este dia ter começado, por meu marido estar vivo e comigo”, disse Lesia. “Quem sabe o que vai acontecer amanhã? Devemos nos casar na frente do estado, na frente de Deus.”

Durante a cerimônia, um soldado produziu um instrumento tradicional ucraniano chamado bandura e cantou para os noivos. Eles bebiam champanhe em taças de vidro e, por apenas alguns minutos, todos puderam esquecer as cenas traumáticas que aconteciam nas proximidades e se concentrar em algo alegre.

“Eu esperava ter uma cerimônia muito modesta. Achei que apenas diríamos ‘sim’ um para o outro”, lembrou Lesia. “Foi uma surpresa dos companheiros de combate e dos nossos comandantes, que decidiram montar (a cerimônia de casamento) para mostrar que, apesar de tudo, acreditamos no futuro e a vida continua.”

Alguns convidados especiais apareceram para desejar boa sorte a Lesia e Valerii. Vitali Klitschko, que é o prefeito de Kyiv, fez uma aparição com seu irmão boxeador, Wladimir Klitschko. Lesia diz que está triste por sua família, especialmente sua filha adulta, não poder estar com eles nesse dia tão especial, mas eles estão determinados a vencer sua luta pela independência.

“Estamos determinados a repelir o inimigo e retomar nossas terras e vencer”, disse a noiva.

***
Redação Conti Outra, com informações de Inspire More.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.