Soldado se apaixona por cachorrinha perdida no exterior e decide adotá-la a milhares de quilômetros de distância

Patrick é um soldado americano que trabalhava na Geórgia (Europa) quando conheceu a pequena Marshmallow. O vínculo deles era tão especial que ele decidiu fazer toda a papelada e levá-la para casa, para o outro lado do mundo.

Ana Carolina Conti Cenciani

Esta é uma história de amor e amizade. Tudo começou no início de 2020, quando Patrick Brady, de 22 anos, trabalhava como soldado na Geórgia (Leste da Europa). Em uma de suas tardes de serviço, estourou um alvoroço na base militar. Havia uma cachorrinha rondando o local, e ela era tão pequena que chegava a ser menor que as botas militares.

O soldado ficou tão apaixonado pela peluda que resolveu tomar todas as providências para adotá-la, transferindo-a milhares de quilômetros para levá-la para casa. Eles passaram por mil e uma situações, mas valeu a pena. Esta é a história deles.

Era uma bolinha de pelo, um pouco suja e desgarrada. Ela provavelmente nasceu nas ruas, longe de uma casa e família e não conhecia o amor.

“Eu me apaixonei por ela imediatamente”, conta Patrick.

Patrick Brady

Eles a deram banho e a alimentaram, além de ser vacinada. Ela também recebeu um nome: Marshmallow . Tudo estava perfeito, até um dia que ela desapareceu e não voltou até uma semana depois.

“Eu acho que ela gostou de onde ela estava na base, então ela voltou para nós, graças a Deus. Estava completamente suja, coberta de lama, o que provavelmente era um presságio, porque depois descobri que ela adorava se sujar sempre que podia”, conta o soldado.

Patrick rapidamente começou a pensar em adoção. Eles realmente se tornaram melhores amigos, então ele começou a pesquisar. Ele teria que tentar movê-la da Geórgia para Long Island (Nova York, Estados Unidos).

Patrick Brady

De um momento para o outro, os planos desapareceram: a pandemia do coronavírus havia chegado.

Os soldados, como todo mundo, tiveram que se isolar. Junto com eles estavam os animais de estimação do acampamento, incluindo Marshmallow, que tornava felizes as noites de todos os militares.

Patrick Brady

Brady contatou os profissionais da SPCA International para obter ajuda e orientação em sua adoção. “A organização ajuda os militares americanos a adotarem animais de estimação no exterior, bem como a cuidar daqueles que ficam sozinhos em casa quando estão fora. Seu trabalho é fundamental e muito bonito.“, completa.

Foram semanas difíceis de trabalho e papelada, terminando em setembro, com a licença de Marshmallow e sua autorização para voar. Contornaram todos os contratempos e o bichinho conseguiu viajar, literalmente, para o outro lado do globo.

Patrick Brady

Patrick teve que ficar em quarentena em uma base da Carolina do Norte enquanto a pequena viajava pelo mundo. Marshmallow chegou em casa primeiro, sendo cuidada pelos pais do jovem. Quando eles se encontraram novamente, o entusiasmo foi avassalador. Eles estavam juntos novamente!

A promessa do soldado foi cumprida e ele não abandonou a cachorrinha. Hoje eles vivem juntos felizes, como pai e filha. Que história linda!

Patrick Brady

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.