Cientistas da Tencent, o maior e mais utilizado portal de serviços de internet da China, desenvolveram um algoritmo de inteligência artificial (IA) que restaura fotografias antigas e com baixa resolução em poucos segundos.

Segundo os pesquisadores, a ferramenta batizada de GFP-GAN (Rede Adversária Generativa Facial Pré-Generativa, em tradução livre) é capaz de corrigir pequenos defeitos sem interferir na originalidade do registro fotográfico, apresentando um resultado muito superior ao de outros sistemas disponíveis atualmente no mercado.

Usando um método descrito pelos pesquisadores como “sistema de adivinhação”, a ferramenta consegue eliminar ruídos, corrigir vincos causados por dobraduras, destacar detalhes obscuros e aprimorar as cores da fotografia original.

Diferente do que acontece com outras soluções dedicadas ao aperfeiçoamento de fotografias antigas ou com baixa resolução, a GFP-GAN não insere novos elementos à imagem. Ela apenas limpa o cenário e, quando necessário, preenche algumas lacunas com base em informações obtidas através de um banco de dados.

O resultado é quase perfeito!

Mesmo que os resultados da GFP-GAN sejam impressionantes, os desenvolvedores ressaltam que ainda há limitações e que o modelo utilizado durante os testes precisa ser aprimorado para evitar distorções que, ocasionalmente, podem causar uma ligeira mudança de identidade da pessoa retratada na imagem.

Uma versão de demonstração pode ser testada gratuitamente no site da GFP-GAN ou baixada diretamente no GitHub. Como possui código aberto, a ideia é que qualquer pessoa possa utilizar o algoritmo para realizar tarefas personalizadas integradas a um novo software.

De acordo com os desenvolvedores da GFP-GAN, um novo modelo mais avançado será lançado em breve, apresentando algumas melhorias ao sistema atual, como reconhecimento facial aprimorado, detecção de elementos com baixíssima resolução e capacidade de preenchimento de lacunas com maior índice de acertos. Vale conferir!

***
Redação Conti Outra, com informações de Terra.
Fotos: Reprodução/Tencent / Canaltech.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.