Sei quando alguém não gosta de mim

Sei quando alguém não me quer, meu telefone não toca, minha janelinha do Facebook não pisca, sua mão não busca a minha, seus elogios não chegam aos meus ouvidos, suas mensagens dizem pouco, não há procura por mim.

Sei quando alguém não me quer, meu telefone não toca, minha janelinha do Facebook não pisca, sua mão não busca a minha, seus elogios não chegam aos meus ouvidos, suas mensagens dizem pouco, não há procura por mim.

Sei quando alguém não gosta de mim, não há admiração por mim, ela não me olha curiosa, não me descobre e pesquisa, não me desnuda e pergunta, não me interroga, não presta atenção em mim, não me olha, não me consome, mastiga, engole.

Sei quando alguém não me quer, seu silêncio é maior do que suas palavras, seus carinhos não me alcançam, seu afeto não me abraça, seus beijos não me provocam, sua vida não se abre, seus segredos permanecem segredos para mim.

Sei quando alguém não gosta de mim, não há palavras de carinho ou amor, juras doces, frases alegres, não há cuidado ou proteção, não existe apreço e afeição, não tem surpresas e declarações, olhares e beijos roubados, transas rápidas e aventuras insanas.

Sei quando não alguém não me deseja, não estou nos seus planos, em seu futuro, não a escuto falar em saudade, não andamos juntos, não sorrimos das mesmas coisas, com as mesmas coisas, não nos abraçamos, não sabemos nos olhar, não nos sentimos, desejamos, fingimos uma ilusão e sofremos uma verdade.

Sei quando alguém não me ama, há sempre distância após o sexo, há sempre uma distância entre nós, o som da voz irrita, a voz chega rasgando rancor, o cheiro abusa, a conversa entedia, não há interesse em nós dois, nada nos comove, nada de nós interessa, não fazemos programas juntos por prazer, mas obrigados pelo dever.

Sei quando alguém não gosta de mim, nunca há motivos ou razões, sempre há desculpas, mentiras, sumiços, hesitações, não decidimos coisas juntos, sempre há alguém de nós de cara feia, amarrada, um sempre está a frente do outro, nunca estamos juntos, lado a lado.

Sei quando alguém não gosta de mim, na volta nunca nos falamos, estamos sempre reclamando um do outro, não temos mais paciência, ficamos irritados com poucas coisas, falamos alto, discutimos besteiras, perdemos nossos melhores momentos e deixamos de viver.

Sei quando alguém não gosta de mim, qualquer pessoa é mais interessante, na minha frente sempre os outros são mais bonitos e eu deveria ser de outra forma, daquela forma, não me aceita, não me entende, só me reclama.

Sei quando alguém não gosta de mim, quando não há uma outra chance, quando existe em nós um vazio que buscamos preencher com outras pessoas, quando somos poucos e procuramos outros, outras, sei quando alguém não gosta de mim quando não sou o motivo maior da sua vida, dos seus planos, das suas palavras, quando tudo que tenho é um silêncio do barulho de uma relação sem amor.

***

Photo by Ishan Gupta on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Ronaldo Magella
Ronaldo Magella é da Paraíba, Santa Luzia, professor, jornalista, radialista, cronista, poeta, já publicou três livros de crônicas e tem participação em outras cinco antologias literárias. Formado em Jornalismo e Letras pela Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, PB. Solitário e tomador de café, gosta da vida pelo improviso, se cansa da monotonia, e brinca com o tédio escrevendo.