Faleceu na manhã desta quinta-feira (10), no Rio de Janeiro, o ator Roberto Guilherme, de 84 anos. O artista ficou conhecido por interpretar o Sargento Pincel em “Os Trapalhões”, da TV Globo, e também era dublador. Ele estava internado na Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul.

O falecimento do artista foi confirmado pela família do artista e também por Lilian Aragão, mulher de Renato Aragão. Pinça, como também era carinhosamente chamado, lutava contra um câncer havia alguns anos. Ele estava na segunda fase da quimioterapia contra a doença.

Roberto Guilherme deixa a esposa, Sheila Nunes, com quem estava casado há 56 anos, e os filhos Willian e Valeska.

O Sargento Pincel, personagem do artista, contracenava com o Soldado 49, interpretado por Renato Aragão. A careca, que virou sua marca registrada, surgiu no programa, com o ator tendo os cabelos raspados em uma esquete humorística.

O artista, cujo nome de batismo é Edward Guilherme Nunes da Silva, nasceu em Ladário (MS), em 25 de agosto de 1938. O nome artístico Roberto foi uma homenagem ao cantor Roberto Carlos.

Aos 8 anos de idade, ele se mudou de Natal (RN) para o Rio de Jnaiero. Aos 11 anos, passou a trabalhar em uma loja que fazia e consertava tamancos. Aos 14, começou a jogar futebol profissionalmente, como ponta-esquerda, no Vasco da Gama.

Ele se alistou no Exército quatro anos depois e se tornou paraquedista. No entanto, não abandonou o futebol e chegou a disputar partidas pela Seleção Brasileira Militar de Futebol ao lado de Pelé. Vestindo a camisa do Brasil, Roberto Guilherme disputou partidas nos Estados Unidos, na Inglaterra, no Panamá, e na Colômbia, e foi campeão sul-americano na categoria.

Enquanto ainda estava no Exército, escreveu uma peça de teatro amador encenada no Olaria Atlético Clube, na Zona Norte do Rio. Mas um dia um ator faltou, e Guilherme acabou o substituindo. Um produtor viu a peça, e convidou Roberto Guilherme para trabalhar na TV Rio.

Foi na TV Excelsior, em 1963, que o artista conheceu aquele que seria um dos seus melhores amigos e parceiros de cena, Renato Aragão, o Didi. Eles contracenaram pela primeira vez no humorístico “Um Dois, Feijão Com Arroz” (1965), e a partir daí fizeram inpumeros programas juntos.

Roberto Guilherme passou por quase todas as maiores emissora do país, Record, TV Tupi, TV Globo. Em 2015, entrou para o ‘Zorra’, onde permaneceu até 2017. Seus últimos trabalhos na televisão foram ‘Treme Treme’ e ‘Dra. Darci’, em 2018, ambos no Multishow. No cinema, Roberto Guilherme atuou em mais de uma dezena de filmes, a maioria deles ao lado dos Trapalhões.

***
Redação Conti Outra, com informações do g1.
Fotos: Reprodução/Instagram

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.