Ricardo Darín em entrevista disse: “É muito difícil lutar contra a pandemia de imbecis”

"O grande problema são aqueles que acreditam que são os mais fortes da Terra, algo muito típico de nós. É angustiante para a grande maioria que está cumprindo as regras de isolamento ver que há outros que não querem ou não podem." Ricardo Darín

Josie Conti

Ricardo Darín é um ator e diretor argentino. Homem culto e politizado, é considerado como um dos melhores e mais populares atores argentinos da atualidade.

A CONTI outra já publicou uma lista de alguns de seus grandes filmes e, em outra situação, também um vídeo onde ele discorre sobre o que é a UTOPIA (é só clicar nos links, ambos valem a pena)

Agora, mais uma vez, ele chama a nossa atenção após conceder uma entrevista diretamente de sua casa, onde está isolado, em que falou com o programa Ya somos grandes (TN). Alguns dos trechos da entrevista falam sobre a falta de empatia e a dificuldade de convencer as pessoas sobre a necessidade do isolamento.  A transcrição de sua fala foi publicada pelo Diario UNO e traduzida pelo DCM.  Seguem abaixo alguns fragmentos:

Quando indagado sobre como está lidando com a pandemia e a situação da Argentina ele diz:

“Eu levo como posso, mas estou bem. Com paciência, o que há para ter. A incerteza é algo que preocupa a todos nós. Não quero ser pessimista, mas todos os dias experimentamos momentos de luto. Hoje morreram 14 pessoas ”, marcou o artista.

(…) Já sobre o milhão de argentinos processados ​​por violar a quarentena, Darín afirmou:

“É difícil se colocar no lugar de outras pessoas. Certamente, uma parte terá razões que não estão contempladas nas regras que todos temos que cumprir, mas há situações muito delicadas e que a Justiça avaliará quando chegar a hora. Isso não significa que não haja imbecis. É muito difícil combater a pandemia de imbecis. O grande problema são aqueles que acreditam que são os mais fortes da Terra, algo muito típico de nós. É angustiante para a grande maioria que está cumprindo as regras de isolamento ver que há outros que não querem ou não podem. Com aqueles que não podem, eu gostaria, se não rompesse o isolamento com isso, ficar juntos para ouvi-los.


Alberto Ángel Fernández, presidente argentino, já prorrogou a quarentena até 26 de abril. Até ontem, 10 de abril, a a Argentina, segundo G1, tinha registrados 1.975 casos confirmados e 85 mortes. Segundo o presidente, caso o país não tivesse adotado a quarentena nacional, a Argentina teria mais de 45 mil casos confirmados e 83% dos leitos ocupados.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Josie Conti
É idealizadora, administradora e responsável editorial do site CONTI outra e de suas redes sociais. Psicóloga com 19 anos de experiência, teve sua trajetória profissional passando por diversas áreas de atuação como educação, clínica (consultório, grupos pré-cirurgia bariátrica e de reeducação alimentar, acompanhamento de pacientes idosos e acamados em projeto da UNIMED), além de recursos humanos e saúde do trabalhador. Teve um programa diário, o CONTI oura, na rádio 94.7 FM de Socorro. Atualmente realiza vídeos, palestras, cursos, entrevistas, e escreve para diversos canais digitais. Sua empresa ainda faz a gestão de sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil. Possui mais de 11 milhões de usuários fidelizados entre seguidores diretos e seguidores dos sites clientes. Também realiza atendimentos psicológicos online.