Restaurante comunitário em Brasília cria horta para autossustentar sua cozinha. Tudo é reaproveitado!

Todos os orgânicos estão sendo plantados com muito cuidado, de modo sustentável e colhidos diretamente do pé. Uma linda iniciativa!

Ana Carolina Conti Cenciani

O Restaurante Comunitário da Estrutural em Brasília começou a cultivar diversos produtos orgânicos, a fim de abastecer sua cozinha. Pimenta, alface, manjericão, cebolinha, hortelã e alecrim. Todos os orgânicos estão sendo plantados com muito cuidado, de modo sustentável e colhido diretamente do pé. O cultivo começou no dia 16 do mês passado, e faz parte de um lindo projeto chamado Horta Sustentável, que foi idealizado e executado pelos servidores da unidade.

O projeto Horta Sustentável conta com as mudas e materiais vindos de doações de empresas parceiras e das Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF). Além disso, o projeto depende da capacitação dos servidores e do trabalho voluntário da comunidade. Fernanda Alves, mãe da nutricionista e coordenadora da iniciativa Giovana Resende, conta que “É uma terapia. Mexer com a terra é uma conexão. É muito gratificante”.

Sua filha Giovana, destaca que a “ideia inicial é reaproveitar as cascas e demais sobras do preparo diário dos alimentos que podem virar adubo (…). Estamos promovendo oficinas com os trabalhadores para capacitá-los e, posteriormente, pretendemos envolver a comunidade no projeto”, complementa.

A área de plantio fica na parte de trás do restaurante, em uma área aberta e apropriada para esse tipo de cultivo. São oito micro hortas de, aproximadamente, 50 cm x 100 cm cada uma. E, todos os dias, parte da equipe segue para a manipulação do canteiro. O plantio então se tornou um trabalho paralelo aos preparos na cozinha, são interdependentes.

Como já citado pela coordenadora Giovana Resende, uma das técnicas empregadas é a compostagem. Em linhas gerais, trata-se de uma técnica de reaproveitamento das sobras orgânicas que geram adubos orgânicos capazes de deixar o solo mais fértil.

Além de abastecer o próprio restaurante comunitário, o espaço vai servir de área educativa para a população, principalmente para projetos com alunos da rede local de ensino.

“Os 14 restaurantes comunitários do DF são ligados à Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), mas todos têm autonomia para desenvolver projetos que envolvam a população, sempre com o objetivo de estreitar os laços com a comunidade”, enfatiza a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Karla Lisboa.

Uma iniciativa muito legal que juntou o útil ao agradável. A Horta Sustentável, além de ser uma boa opção para os cortes de gastos, ainda gera matérias primas naturais e sem agrotóxicos para a comida distribuída pelo Restaurante. Só benefícios, parabéns aos envolvidos!

 

Com informações de Agência Brasília

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.