Renata Vasconcellos conta como assumiu imperfeições no JN: “Comecei a me sentir segura”

"Não é um processo simples, é angustiante e doloroso. Mas o autoconhecimento me fez questionar porque estou sofrendo com algo", disse a jornalista sobre o processo de aceitar suas imperfeições.

CONTI outra

Em entrevista para a Revista Cláudia, a jornalista Renata Vasconcellos revelou que está passando por um processo de transformação e autoconhecimento. Ela disse estar buscando deixar a emoção fluir, inclusive quando assume a bancada do JN.

“Isso gera um processo de autoconhecimento. Tenho buscado também olhar mais para o outro, estar presente, mesmo que isso signifique abrir mão de outras coisas. Quero cultivar cada vez mais essa delicadeza. As emoções exacerbadas são um fenômeno do nosso momento civilizatório e das redes. Falamos coisas sem pensar no outro e sem ouvir. Quero refletir sobre isso e mostrar que estou disposta a escutar e tentar entender sem bater de frente de primeira”, afirmou ela.

Renata ainda comentou o fato de ter se tornado a primeira apresentadora do JN a usar óculos na bancada. Ela também assumiu os cabelos brancos.

“Não é um processo simples, é angustiante e doloroso. Mas o autoconhecimento me fez questionar porque estou sofrendo com algo”, disse ela que explicou a decisão tomada.

“Exemplo: eu sempre enxerguei superbem, olhos de águia. Em determinado momento, precisei de óculos para leitura. Depois, resolvi levar para a bancada, caso precisasse olhar um computador mais próximo. Tirava na hora de apresentar. Aí, comecei a me sentir mais segura com os óculos o tempo todo. Para que vou ficar insegura ou ansiosa se existe uma ferramenta que resolve meu problema? ‘Ah, mas ninguém da bancada do JN já usou óculos’. Bom, então vai ser a primeira vez. E rolou. Com os cabelos brancos foi algo parecido. Nada contra pintar, acho ótimo, mas tem dias que não dá, estou com pressa ou acho que é melhor fazer ioga e cuidar da cabeça”, revela ela.

***
Redação Conti Outra, com informações de Contigo UOL.
Fotos: Reprodução/TV Globo.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.