Que você seja a volta por cima!

Que você seja quem se ama, quem se valoriza e não aceita qualquer porcaria. Que você seja a volta por cima.

Marcel Camargo

Desejo que você cresça, que se torne gente grande. Grande por dentro. Grande de coração. Que você consiga ser alguém que deixa sorrisos sinceros por onde passa, alguém querido e estimado por pessoas com uma alma tão imensa quanto a sua.

Desejo que você se coloque no lugar do outro, seja esse outro quem for, seja esse outro afim ou não com seus pontos de vista, com suas ideias, seja ele próximo ou distante. Que você enxergue a dor do outro e se compadeça, percebendo que ninguém está livre de sofrer, que ninguém deve ser julgado com crueldade, sem antes ser entendido.

Desejo que você não se cobre demais, não queira perfeição em tudo. Que saiba rir de si mesmo, mas que não ria dos outros e sim com os outros. Que não se sinta mais importante do que alguém por conta de grana, estudo, posição social. Que consiga, por isso, enxergar as qualidades das pessoas, o melhor de cada um, para que não se perca em meio ao próprio orgulho.

Desejo que você divida, compartilhe, distribua sentimentos, felicidade, sabedoria, conhecimento. Que não detenha somente para si os saberes que podem ajudar um monte de gente, que consiga ser generoso, percebendo os ecos da vida, que nos devolvem na medida exata do que ofertamos.

Desejo que você não tenha medo de errar e erre muito, de forma a aprender com cada vacilo, com cada escolha equivocada. Que você, inclusive, assuma seus atos, todos, mesmo aqueles que machucaram, que vieram do seu pior. Que a oportunidade de acertar venha depois disso tudo, para que você não se sinta menor do que é.

Desejo que você ame. Que o amor seja inequívoco e constante em seu caminhar. Que o amor acompanhe seus passos, suas decisões, seu trabalho, seus relacionamentos, seu dia, sua noite, sua bonança e sua escuridão. Que o amor que você ofertar retorne e se multiplique para muito além do que se possa imaginar. E que seja recíproco.

Desejo que você chore, sem restrições, sem medo de ser fraco. Que entenda a humanidade que a tristeza encerra, a pureza que as lágrimas trazem ao coração. Mas que não se demore por ali e consiga voltar a esperançar, enxergando tudo o que renasce com o nascer do sol. Que a esperança sempre acene em sua direção, ainda que não pareça haver saída, ainda que tudo esteja nublado. Que sempre haja recomeços em sua vida.

Desejo, enfim, que você seja quem supera, quem se reergue, quem sobrevive e segue. Que você seja quem continua, quem se perde e se encontra. Que você seja quem se ama, quem se valoriza e não aceita qualquer porcaria. Que você seja a volta por cima.

Assim seja.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Marcel Camargo
"Escrever é como compartilhar olhares, tão vital quanto respirar".É colunista da CONTI outra desde outubro de 2015.