Quando não te amam, mas também não te deixam ir

O amor sempre nos coloca em encruzilhadas, embora muitas delas sejam labirintos felizes. No entanto, às vezes essas confusões não são tão gratificantes. É o que acontece quando você está diante de uma daquelas pessoas que não te amam, mas tampouco te deixam ir.

Por um lado, você sente que essa pessoa não está realmente interessada em você. Não quer saber das suas necessidades, nem faz um esforço maior para fazê-lo feliz. No entanto, por outro lado, quando o copo transborda e você anuncia sua intenção de acabar com o relacionamento, ela faz centenas de promessas porque afirma que não quer perdê-lo.

Este conflito é desconcertante. Às vezes o leva a pensar que talvez quem esteja confuso é você. Apesar disso, você rapidamente retorna para ver sinais de que ela não te ama. E o ciclo começa novamente. O que fazer nesta situação angustiante?

“Quando não puder amar, passe longe.”
-Friedrich Nietzsche-

Como saber que não te amam

O amor sempre gera alguma dose de sofrimento. Mas, se for saudável, deve gerar muitos mais momentos de bem-estar do que de aflição. Também deve basear-se na clareza, embora isso não exclua dúvidas ou contradições de tempos em tempos. Em suma, o amor deve fazê-lo feliz.

A partir dessa ideia, você pode perceber que a pessoa não o ama quando há mais ansiedade do que calma. Quando você passa mais tempo sofrendo as ausências e mal-entendidos do que desfrutando da companhia de seu parceiro. Quando você para por um momento para pensar e percebe que não sabe mais o que é ter paz interior. Quando o tempo todo você sente furacões em seu coração.

Não te amam quando não prestam atenção suficiente em você. Também quando ignoram suas necessidades e seus sentimentos. Ou quando você é subestimado, rejeitado ou criticado. É sempre fácil saber quando não te amam. O difícil é terminar o relacionamento e tomar decisões diante dele.

Por que não te deixam ir?

O que sempre surpreende é que, apesar de a pessoa não te amar, não o deixa ir. Isso o confunde. Se você ama essa pessoa, acaba convencendo-se de que você também é amado, embora de uma maneira estranha. Prova disso é que ela não permite que você termine o relacionamento. Por que isso acontece?

As principais razões para isso acontecer são três:

Uma necessidade egoísta. A outra pessoa sabe que não o ama, mas também sente que precisa de você. Talvez não saiba como lidar com a solidão e não encontrou um novo parceiro. Se o fizer, não hesitará em terminar com você.

Possessividade e egocentrismo. Muitas pessoas não toleram a ideia de que alguém ocupe seu lugar. Assumem que seu parceiro é como uma posse que não devem perder. O medo de que você obtenha um novo parceiro e gere uma ferida narcisista é o que não permite que te deixem ir.

Falta de maturidade. Talvez o que acontece seja simplesmente que a outra pessoa não tem ideia do significado de amar os outros. Ela gosta de ser amada, mas não sabe como corresponder.

O comum em relação a tudo isso é que se trata de uma posição egoísta. O casal coloca suas próprias necessidades acima das outras. É por isso que não se importa de lhe fazer mal, desde que não tenha que assumir suas deficiências ou limitações.

Como superar esta situação

Se estiver em uma situação como essa, é aconselhável não deixar passar mais tempo sem colocar as coisas em ordem. Nada de bom pode sair de um relacionamento assimétrico. Pelo contrário. O comum é que tudo comece a se problematizar cada vez mais, gerando muitos maus momentos, além de inseguranças e estagnação.

A primeira coisa é analisar a situação e definir se realmente não te amam. Não se deixe levar pela vitimização. Basta refletir e determinar se o seu parceiro realmente se interessa por você e enriquece sua vida. Caso contrário, é melhor propor um diálogo franco. Indique seus próprios motivos e tente entender os motivos dos outros. É possível que a outra pessoa nem entenda por que age do jeito que faz.

O que se segue é deixar essa pessoa. Apague-a da sua vida, usando todos os mecanismos que você tem à sua disposição. Um relacionamento como esse não vale a pena. Dói, limita e você pode acabar adoecendo. Se você acha que é impossível terminar, que não tolera a dor de deixá-la, é hora de pedir ajuda. Isso não é amor. No fundo existem outras razões.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

Imagem de capa:Alfa Photostudio/Shutterstock

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.

COMENTÁRIOS