Professora aposentada derrotou a indústria da mineração e salvou o leopardo da neve da extinção

Milhares de leopardos da neve foram salvos dos perigos das mineradoras graças aos esforços incansáveis ​​de uma ex-professora.

CONTI outra

Bayarjargal Agvaantseren, 49, decidiu pela primeira vez salvar grandes felinos depois de passar um tempo trabalhando como tradutora para um cientista da vida selvagem na década de 1980.

A população de felinos do sul da Mongólia está diminuindo como resultado da perda de habitat e da caça ilegal. Antes dos esforços de conservação de Agvaantseren, os leopardos da neve também eram vítimas de fazendeiros mongóis que estavam interessados ​​em proteger seu gado.

adinserter block=”1″]

No entanto, ao criar com sucesso um programa de seguro para pastores locais, Agvaantseren conseguiu recrutar fazendeiros como aliados em sua luta para proteger os grandes felinos.

Então, em 2009, ela soube das extensas operações de mineração que estavam sendo lançadas em uma área crítica do habitat do leopardo da neve no deserto de South Gobi.

Graças à sua defesa, a região se tornou a Reserva Natural Tost Tosonbumba, de 729.000 hectares, que é a primeira área protegida federal na Mongólia criada especificamente para a conservação do leopardo da neve.

Além disso, Agvaantseren também conseguiu persuadir o governo da Mongólia a cancelar as 37 licenças de mineração nas preciosas terras e proibir todas as futuras licenças de mineração na reserva.

Em reconhecimento aos seus esforços, Agvaantseren recebeu recentemente o Prêmio Ambiental Goldman 2019 para a Ásia.

“Em um canto remoto e implacável do mundo, dominado por operações de mineração descontroladas, Agvaantseren defendeu a população remanescente de leopardos da neve na Mongólia”, diz o site do Goldman. “Além disso, ela foi capaz de mudar a percepção dos leopardos da neve entre as comunidades de pastores, que agora veem o animal como parte integrante de sua identidade.”

Graças aos esforços desta mulher, uma das espécies de felinos mais estranhas do mundo está sendo protegida.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.