Professor caminha 8 km todos os dias para levar alimentos a crianças fora da escola que dependiam da merenda

Um professor da cidade de Grimsby, na Inglaterra, resolveu garantir que seus alunos ainda tenham acesso às merendas escolares mesmo com as escolas fechadas devido à pandemia. Ele caminha mais de oito quilômetros por dia para entregar as refeições pessoalmente.

REDAÇÃO CONTI outra

O professor assistente Zane Powles, que trabalha na escola Western Primary, na cidade de Grimsby, na Inglaterra, carrega enormes sacolas cheias de merenda escolar para alimentar 100 alunos todos os dias.

Powles usa seu horário de almoço para verificar o bem-estar das crianças que visita. Ele coloca o almoço na porta, toca a campainha e depois espera na calçada ou no jardim até que as merendas sejam recolhidas pelas crianças ou por algum dos seus familiares.


“Estou fazendo isso para que as crianças e seus pais não precisem sair para pegar suas refeições. Caso contrário, eles passariam por outras pessoas na rua. Ao fazer isso, estou garantindo que eles recebam pelo menos uma boa refeição por dia”,contou o dedicado professor ao The Independent.

Outros funcionários da escola estão entregando comida de carro para quem mora mais longe da escola.

“É um grande esforço de equipe, com certeza. Pode parecer que estou fazendo o trabalho de burro de carga, mas realmente não sou só eu, os outros professores também dirigem para entregar refeições às crianças que moram mais longe. Preparamos e embalamos os almoços todos os dias “, disse Powles.

Este professor com certeza honra a profissão e faz da sua profissão uma missão de vida.

***

Redação CONTI outra. Com informações de sunnyskyz
Imagem de capa: Zane Powles / Credit:Jon Corken/Grimsby Live

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.