Problemas de comportamento são agravados nas crianças que não possuem uma rotina de sono

Um estudo britânico confirma que a hiperatividade e ansiedade são problemas que podem surgir ou se agravar em crianças que não possuem uma rotina de sono.

Um estudo britânico confirma que a hiperatividade e ansiedade são problemas que podem surgir ou se agravar em crianças que não possuem uma rotina de sono. A pesquisa foi realizada com mais de 10.000 crianças e, o que foi comprovado é que aqueles que não possuíam horário certo para dormir apresentavam mais chance de desenvolverem problemas comportamentais ou emocionais, como a tristeza e brigas com colegas e outras crianças.

As análises foram feitas com crianças da faixa etária de 3, 5 e 7 anos de idade e os pesquisadores levaram em conta os hábitos de segunda a sexta-feira, apenas. Pais e professores também responderam questionários sobre o comportamento das crianças.

Yvonne Kelly, John Kelly e Amanda Sacker da University College London na Grã-Bretanha, explicam que a irregularidade do sono afeta no ciclo circadiano (também chamado de relógio biológico), prejudica o funcionamento do corpo afetando por exemplo, o apetite, sono e humor.

“Alterar constantemente a quantidade de horas em que você dorme por noite ou então ir para a cama em horários diferentes a cada dia é como bagunçar o seu relógio biológico. Isso impacta a forma como o seu corpo será capaz trabalhar no dia seguinte”, afirma Yvonne Kelly

Contudo, a questão social das famílias é também influente na irregularidade dos horários. A pesquisa constatou que a falta de rotina de sono é comum em famílias de baixa renda, cujos pais possuem níveis mais baixos de escolarização. Tais crianças estão mais expostas do que as outras a outros hábitos prejudiciais, como passar muita tempo assistindo televisão e pular o café da manhã.

Os pesquisadores afirmam que, a solução mais plausível para a falta de sono adequado é a criação de uma rotina, por parte dos pais, para as crianças. E, é por conta disso que os cientistas defendem que os horários de sono das crianças e pessoas em geral devem ser levados em conta por profissionais da saúde e discutidos na sala de consulta.

Para conhecer a pesquisa: Pedriatics

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.