Presidente de Portugal dá aula online e passa dez importantes lições sobre a pandemia

Conheça as dez "lições da pandemia" apresentadas pelo Presidente de Portugal

REDAÇÃO CONTI outra

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, fez uma transmissão ao vivo no último dia 15 de junho para dar uma aula online a alunos do 1.º ao 9.º anos, através do projeto #EstudoEmCasa, realizado pelo Ministério da Educação do país, em parceria com a emissora de televisão portuguesa RTB.

“Boa tarde, chamo-me Marcelo Rebelo de Sousa, sou professor e hoje vou matar saudades das milhares de aulas que dei ao longo da minha vida”, começou por dizer o presidente.

Para a aula, o Presidente preparou dez lições sobre a pandemia da Covid-19.

A PRIMEIRA LIÇÃO era sobre a importância de preservar a saúde. “A coisa mais importante das nossas vidas é a própria vida e a saúde. Todo o resto não é possível ou perde o sentido sem vida e sem saúde.”. Marcelo aproveitou para fazer um agradecimento ao Serviço Nacional de Saúde, lembrando todos os profissionais que sacrificaram as suas vidas e tiveram, muitas vezes, de dormir fora de casa para proteger os familiares.

Na SEGUNDA LIÇÃO, o Chefe de Estado quis relembrar que a “pandemia é de todo o mundo e deve estar todo o mundo unido a tratar da pandemia, a prevenir, a evitar e depois a responder e a combater”.

Na TERCEIRA LIÇÃO, o presidente explicou que existiram países “que pensaram que escapariam do vírus, como se o vírus não conhecesse fronteiras. Mas a Europa percebeu. Tarde, mas percebeu e foi menos egoísta do que foi uma boa parte do mundo”.

Chegando à QUARTA LIÇÃO, Marcelo relembrou os tempos em que os portugueses foram obrigados a permanecer em casa e explicou que isso só foi possível “porque houve quem fosse trabalhar para não parar a economia”.

“Nunca é demais agradecer aos que trabalharam com risco, permitindo que nós ficássemos em casa”, afirmou o Presidente da República.

 

A QUINTA LIÇÃO foi destinada especificamente aos jovens.

“Não pensem que são eternos”

Ele explicou que o vírus ataca sobretudo os mais idosos e aqueles com doenças crónicas. “A vossa obrigação é não pensarem que são eternos e que não devem seguir as regras de saúde”, disse o presidente de Portugal, apelando ao uso de máscara e ao cumprimentos da distância social para proteger os mais velhos.

Ele também fez questão de lembrar que o vírus ataca todos, mas sobretudo os mais pobres, mais fracos e carentes.“Temos que mudar um pouquinho o país”, apelou Marcelo, “porque se é verdade que temos um de quase três portugueses que estão no grupo de risco, temos um em cada cinco residentes em Portugal que vive abaixo do nível de pobreza”.

Já a SÉTIMA LIÇÃO foi destinada aos “milhares de emigrantes que quiseram vir a Portugal nas férias da Páscoa e nós tivemos de lhes pedir para não vir, sacrificando o encontro com as famílias”.

“Sacrificaram-se”, reiterou Marcelo, “e agora estamos a pedir aos milhares que vêm de férias de verão que tenham cuidado no encontro com os familiares para conseguirmos baixar o número de infectados em Portugal”.

Uma vez mais dirigindo-se aos alunos que estão tendo aulas online, o Presidente da República mostrou-se solidário pelos meses em que estiveram confinados em casa, distantes dos restantes familiares, amigos e colegas de escola. “Nunca tinham estado tanto tempo longe desses familiares, amigos e colegas. Às vezes foi um cansaço, uma irritação e de vez em quando uma guerra”, disse ele.

“Mas agora olhem para o aspecto positivo. Nunca, nos últimos anos, tiveram, porventura, tanto tempo juntos com os vossos irmãos e os vossos pais.” afirmou o Presidente da República.

Na NONA LIÇÃO, o Chefe de Estado falou sobre o que a pandemia alterou na vida dos portugueses. “Nunca se estudou tanto através da Internet. Nunca se trabalhou tanto de casa, nunca se falou tanto com amigos através da Internet como nos últimos meses”, disse Marcelo.

“Eu descobri o valor das pequenas coisas. Quando nós não podemos sair de casa, não podemos viajar, ir à praia, praticar esporte, estar com os amigos, cada pequena gesto ganha uma importância fundamental”, declarou o chefe de Estado.

“Demos importância às pequenas coisas. Normalmente não damos, damos às grandes coisas. Quando estamos fechados, o que parece pequeno noutras ocasiões, passa a ser enorme”.

Por fim, na DÉCIMA LIÇÃO, o Presidente da República referiu-se à pandemia como “a mais importante aula”.

“Vocês tiveram a mais importante aula das suas vida. A grande aula foi terem vivido o que viveram. Não há nenhuma aula que valha a aula que tiveram de vida”, disse Marcelo aos alunos mais jovens.

“A vida é feita destas lições pequenas, de experiências únicas, e esta é única”, acrescentou o chefe de Estado

***

Abaixo, segue o vídeo com a aula completa:

***

Nota da página: O texto não menciona especificamente as lições 6 e 8, mas elas podem ser ouvidas na videoaula.

Redação CONTI outra. Com informações de RTP
Imagem de capa: RTP – reprodução

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.