Prepare-se para a Lua Azul em 31 de outubro. Uma oportunidade rara!

Na noite deste sábado (31), todos temos um motivo a mais para olhar para o céu. A Lua Azul, raro evento cósmico, promete o mais lindo dos espetáculos noturnos.

REDAÇÃO CONTI outra

Se você é um entre os muitos apaixonados pela noite e pelos magníficos espetáculos que ela nos proporciona com um simples olhar para o céu, preste atenção a essa notícia: A noite deste sábado (31) vai ser especial! Isso porque será noite de Lua Azul, um fenômeno incomum que ocorre a cada 2,5 anos, aproximadamente, devido à duração dos ciclos lunares.

É preciso dizer, entretanto, que a Lua não é realmente azul. Trata-se de uma lua cheia da cor que a maioria das luas cheias são vistas. O que a faz tão especial é porque ela é a segunda lua cheia em um único mês, quando o normal é termos apenas uma. De qualquer forma, uma lua cheia é sempre um espetáculo formidável. Alguém discorda?

A última vez que fomos presenteados com uma Lua Azul foi foi em 31 de março de 2018. Neste ano, ela surgirá no céu na noite de 31 de outubro a 1 de novembro, quando muitos países celebram o Halloween. No México, o dia marca o começo do festival do Dia dos Mortos. O evento cósmico só voltará a ocorrer depois disso em 2023.

Photo by Bogdan Shcheglovitov on Unsplash

A Nasa explica em seu site que este fenômeno ficou conhecido como Lua Azul na década de 1940, quando o Maine Farmer’s Almanac (uma publicação anual que desde 1818 traz previsões sobre eventos ligados a clima nos EUA e Canadá) oferecia uma definição da Lua Azul tão complicada que muitos astrônomos não conseguiam entendê-la.

Com o intuito de explicar o evento em linguagem simples, a revista Sky & Telescope publicou um artigo em 1946 intitulado ‘Uma vez em uma lua azul’. O autor, James Hugh Pruett (1886-1955), citou o almanaque do Maine de 1937 e disse: “A segunda (Lua Cheia) em um mês, como eu interpreto, é chamada de Lua Azul.”
A Lua Azul tem inspirado livros, filmes e músicas, como a inesquecível Blue Moon, composta em 1934 por Richard Rogers e Lorenz Hart, gravada por inúmeros artistas como Elvis Presley, Frank Sinatra, Dean Martin, Billie Holliday e Billy Eckstine.

Então fica a dica, na noite deste 31 de outubro que tal colocar para tocar Blue Moon enquanto você admira a Lua Azul magnânima no céu? Com certeza melhor programa não há.

***
Redação CONTI outra. Com informações de G1

Imagem de capa meramente ilustrativa

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.