Prefeito de cidade baiana reduz o próprio salário em 92% e surge na posse montado em boi

O novo prefeito de Jacobina (BA) abriu mão dos R$ 16 mil que tinha direito e receberá apenas um salário mínimo. "Já temos muitos benefícios. Se o trabalhador consegue sobreviver com um salário, por que o prefeito não consegue?", declarou.

CONTI outra

A cidade de Jacobina, na Bahia, elegeu como prefeito para os próximos quatro anos o candidato Tiago Diasm do PCdoB. E mesmo jpa nos primeiros dias do seu mandato, o novo chefe do executivo já fez questão de mostrar a que veio. Ele reduziu o próprio salário em 92% e surgiu na cerimônia de posse montado em um boi.

O novo prefeito de Jacobina abriu mão dos R$ 16 mil que tinha direito e receberá apenas R$ 1.100 — o equivalente a um salário mínimo. “Já temos muitos benefícios. Se o trabalhador consegue sobreviver com um salário, por que o prefeito não consegue?”, declarou.

O decreto municipal à respeito da redução salarial do prefeito de Jacobina foi publicado no Diário Oficial do Município nesta terça-feira (5).

“Não adianta apenas o discurso, tem que ser na prática. O prefeito tem combustível, telefone, assessoria, e outras coisas que já nos colocam 100 vezes mais à frente do trabalhador e da trabalhadora, além disso tudo, se com um salário trabalhador e a trabalhadora conseguem sobreviver, por que o prefeito não consegue”, disse em entrevista ao jornal ‘Bahia Notícias’.

O prefeito eleito ainda declarou que espera que a medida se estenda para o Legislativo municipal e para a classe política de todo o Estado.

Tiago Dias, que além da carreira política trabalha como agricultor, explicou por que não chegou a mencionar a redução salarial que pretendia na campanha política. “Não falei em campanha sobre o decreto, para não ser demagogo. E fiz quando tive à disposição o Diário Oficial, para publicar a decisão dessa medida. Estou realizado, contente e feliz. Porque o homem público, o prefeito, ele não está nem acima e nem abaixo do trabalhador e da trabalhadora, tem que estar lado a lado”.

O novo prefeito ainda chamou a atenção ao chegar para a cerimônia de posse montado em um boi e vestido com gibão de couro, traje tradicional do sertão.

Com a redução salarial, o retorno do dinheiro para os cofres públicos é de cerca de R$ 170 mil. O prefeito disse que esse dinheiro será investido em instituições que prestam apoio a crianças em situação de vulnerabilidade social.

***
Redação Conti Outra, com informações de Pragmatismo Político.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.