Pescador é engolido por baleia jubarte e sobrevive: “Nem acredito”.

A história parece um conto para crianças, mas é real e aconteceu nesta última semana.

CONTI outra

Já estamos familiarizados com a história do boneco de madeira, Pinóquio e seu pai Gepetto que foram engolidos por uma baleia. O que não esperávamos é que isso seria possível no mundo real.

Mas acredite se quiser, a cena, que até então era reservada apenas para contos de fadas aconteceu na última sexta-feira.

O norte-americano chamado Michael Packard, de 56 anos, é um pescador e mergulhador e estava em busca de lagostas na costa de Provincetown, no estado de Massachusetts. Assim que ele alcançou a profundidade de 15m, levou um susto quando uma baleia jubarte apareceu, o engoliu por inteiro e o ejetou.

“Eu estava mergulhando para pegar lagostas quando uma baleia jubarte tentou me comer. Fiquei dentro de sua boca fechada por 30 a 40 segundos, antes de que ela emergisse e me cuspisse. Estou com hematomas por toda parte, mas nenhum osso quebrado. Agradeço aos salva-vidas em Provincetown por seu cuidado e assistência”, relatou Michael ao Cape Cod Times, o jornal local.

Ele continua a contar sua experiência: “Senti um enorme empurrão, e a próxima coisa que percebi foi que tudo estava completamente escuro. Podia sentir que me movia e que a baleia me apertava, com os músculos da boca.”

Foto: Arquivo pessoal

A mãe do pescador, chamada Anne Packard, admitiu que o que ocorreu com seu filho foi um “milagre”. “A minha reação foi a que todas as mães teriam. Fiquei muito preocupada. Quando recebi a notícia, soube logo que ele estava bem”, disse. “Na verdade, ele ficou por alguns segundos dentro da boca da baleia, que era um animal jovem.”

Um cientista do Centro para Estudos Costeiros de Provincetown, Charles “Stormy” Mayo afirmou que o mergulhador teve muita sorte. “Se ele não soubesse o que fazer enquanto a baleia o levava para a superfície, poderia ter graves problemas com o ar comprimido que respirava. Pergunte a um mergulhador o que acontece se você prender a respiração ao subir 15m até a superfície” diz o especialista que também é amigo de Michael.

O filho do cientista, Josiah estava junto de Michael no barco e é principal testemunha do fato. Josiah viu o colega ser “cuspido” pela baleia e acionou os salva-vidas.

Segundo Charles “Stormy” Mayo, o que ocorreu foi que Michael estava no local e no momento errados. “Provavelmente, a baleia jubarte se alimentava de pequenos peixes que são comuns naquela área. O animal abriu a boca e perseguiu um cardume. Michael apareceu pelo caminho. É a melhor maneira de explicarmos o comportamento desse mamífero”, comentou.

Foto: Getty Images

“Geralmente, as baleias jubarte são criaturas muito gentis com os seres humanos. Não tenho conhecimento de que nenhum outro mergulhador tenha ficado dentro da boca de uma jubarte.”, completou.

Cm informações de Correio Braziliense

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.