Palavras de sabedoria para os signos do Zodíaco, segundo o Tarot Zen, de Osho.

Ofereço a você, que crê nas ciências ocultas, um painel de orientações para o autoconhecimento, através de seu signo solar, interpretado pelos Arcanos do Tarot Zen de Osho.

Marlyse Niero

Ofereço a você, que crê nas ciências ocultas, um painel de orientações para o autoconhecimento, através de seu signo solar, interpretado pelos Arcanos do Tarot Zen de Osho, que além da beleza plástica de suas cartas, tem um significado profundamente espiritual e psicológico e aponta caminhos conscientes para uma reforma íntima.

Aliado às interpretações astrais, indica não apenas características zodiacais, mas mudanças de paradigmas e comportamentos mentais, com ênfase no experenciar das emoções, trazendo o melhor do mundo anímico para o mundo físico, a fim de refinar a maturidade pessoal e facilitar os caminhos para a felicidade!

ÁRIES (21/03 a 20/04) – Arcano: Exaustão: Aquele que tem como meta apenas o progresso mental, esquecendo-se do cultivo da alma, torna-se pesado e apegado ao solo. Todos precisamos voar, de quando em vez! Libere sua energia para desejos mais fluidos. Para alcançar o tangível, é necessário, primeiro, desvendar o intangível.

TOURO (21/04 A 21/05)– Arcano: O sonho: Não coloque sua vida na mão de outra pessoa. A ideia de que nossa completude se dá no encontro com o outro ou com coisas materiais, está absolutamente equivocada e muitas vezes, frustra nossos grandes projetos. Seus sonhos, para serem realizados, necessitam nascer de um profundo encontro com seu íntimo.

GÊMEOS (21/05 A 20/06) – Arcano: Adiamento: Você sabe exatamente a vida que deseja para si, mas vem adiando as escolhas corretas, como se não fosse merecedor dos louros da conquista. Eleger o errado, não é humildade, é tolice. Atente-se para seu verdadeiro valor e tome em suas mãos a iniciativa de optar pelo melhor.

CÂNCER (21/06 a 21/07) – Arcano: A cura: As feridas do passado poderão reabrir-se nesse período. Aproveite para curá-las, destruindo rancor ou mágoas e libertando um profundo amor por si. Você não necessita sofrer pelo que lhe fizeram. Alcance a força do perdão e agradeça a experiência do sofrer. Encontre, no seu interior, compaixão por quem fere e pela ferida.

LEÃO (22/07 A 22/08) – Arcano: O forasteiro: Sua experiência atual o faz sentir-se um estranho? Ao contrário do que possa parecer, isso é bom! Quando perdemos, por um determinado período de tempo, a identificação com os que nos cercam, podemos nos colocar sobre nossos próprios pés e caminhar seguros. Aprofunde-se em si mesmo e encontrará repostas em seu universo interior, do qual você nunca deve desconectar-se.

VIRGEM (23/08 A 22/09) – Arcano: Momento da colheita: Relaxe nesse momento em que vive. A fruta amadureceu e simplesmente desprendeu-se da árvore. É a lei natural. Não se assuste com as possibilidades que irão se apresentar e abrace-as com a certeza de que a conquista é um esforço totalmente seu. A existência devolve o que recebeu.

LIBRA (23/09 a 22/10) – Arcano: A Fonte: Existe um vasto reservatório de energia a sua disposição nesse momento. Basta você canalizá-la para o local correto e os seus planos fluírão confortavelmente. Mas esqueça as escolhas da razão e da mente. O momento de intensa luz deve ser decifrado juntamente com as emoções e sentimentos.

ESCORPIÃO: (23/10 a 20/11)– Arcano: Desaceleração: aonde quer que você vá, no mundo terreno, levará sua casa, que é seu corpo. Ele sofre as consequências de suas mazelas mentais, como ansiedade, estresse ou paixões desenfreadas. Diminua seu ritmo e torne-se novamente dono de suas emoções, para zelar pelo seu físico. Isso depende somente de sua vontade e não de fatores externos.

SAGITÁRIO: (21/11 a 20/12)– Arcano: O Bobo: Deixe seu passado para trás e resgate sua pureza e inocência. Não tente cultivar um conhecimento extremo de suas emoções, à custa da dor. Limpe sua mente e sepulte, no ontem, traumas e desafetos. O que é realmente seu, não pode lhe ser tirado. Sentimentos negativos não são seus. Devolva-os, com simplicidade e compaixão, para quem os inspirou.

CAPRICÓRNIO: (22/12 a 20/01) – Arcano: O mestre: Não seja um mestre do outro, mas um mestre de si mesmo. Desencadeie energia suficiente para seu aprendizado interior. Você não precisa servir de exemplo ou diretriz para ninguém. Liberte a necessidade de orientar o outro, de ser perfeito. Isso, enfim, é uma atitude arrogante. O seu potencial interior deve ser cultivado e não exposto.

AQUÁRIO: (21/01 a 19/02) – Arcano: Viagem: Aceite e acolha o novo, sem preconceitos. Afinal o preconceito nada mais é que o medo de enfrentar o desconhecido. Somos viajantes e nunca paramos quando chegamos a nosso destino, pois outro local se apresenta para ser conhecido. Aventure-se, sem pressa, fruindo do conhecimento propiciado durante sua peregrinação.

PEIXES: (20/02 a 20/03)- Arcano: O avarento: Não se agarre ao prosaico e ao conhecido. Tudo o que temos no mundo físico se transforma e pode ser perdido: a juventude dissipa-se no lapso do tempo, a beleza, fenece, o dinheiro, sendo gasto ou guardado, também se esvai, no primeiro caso, pela uso e no segundo, por não cumprir seu papel e circular. Assim também você deve desprender-se de suas convicções, que são todas, necessariamente, mutáveis. Esteja disponível ao novo!

Nota da página: conteúdo entretenimento.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Marlyse Niero
Marlyse Niero provém de uma família bastante ligada às artes. Entre os seu familiares há músicos, artistas plásticos, cantores. No início da vida adulta chegou a cursar a faculdade de Artes Cênicas, na USP, mas optou por não seguir com o curso por não ver perspectivas na profissão. Foi aí que ela cursou Direito, na USF, e atua como advogada da área cível e da família desde então. Hoje, além do trabalho com o Direito, possui um programa de variedades diário na Rádio Socorro. É também interessada pelo esoterismo desde os 8 anos, quando teve contato pela primeira vez com um baralho de Tarot e deu início a interpretações que vieram naturalmente, e aos estudos na área.