Imagine ser pai de uma criança pequena em um país que vive uma violenta guerra civil. Pois é esta a situação de Abdullah Al-Mohammad. Para distrair a filha Selva, de quatro anos, das bombas rotineiras que são lançadas em Idlib, na Síria, ele inventou um jogo simples, mas funcional.

O jogo criado por Al-Mohammad é bem simples. A ideia é que a pequena dê risada toda vez que ouvir uma explosão para não sentir medo.

O pai e sua família foram obrigados a fugir de casa por causa da guerra civil na Síria.
Toda vez que uma bomba cai, Abdullah pergunta: “É um avião ou é uma bala?”. “Uma bala”, responde a filha nas imagens. “Sim, e quando ele o fizer, riremos”, diz o pai.

Em entrevista para a Sky News, ele revelou que a filha não entende o que é guerra e eu a faz acreditar que os ruídos provêm de armas de brinquedo. “Decidi ensinar à Selva esse jogo para impedir que seu estado psicológico desmoronasse. Tento impedir que ela seja afetada por doenças relacionadas ao medo”, completou.

O jogo de Al-Mohammad foi postado no Twitter e rapidamente viralizou. Muitas pessoas se dizem comovidas com a disposição do pai em preservar na filha a doçura e a inocência que a guerra insiste em lhe roubar.

Redação CONTi outra. Com informações de Uol

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.