Padre Júlio espalha flores em local onde prefeitura pôs pedras para afastar moradores de rua

“Nós queremos flores, e não pedras. Nós queremos uma cidade humana, e não uma cidade empedernida e empedrada”, disse o padre Júlio Lancellotti.

CONTI outra

O Padre Júlio Lancelloti mais uma vez virou notícia ao defender os interesses daqueles que mais precisam de amparo em nossa sociedade, a população de rua. Deste vez, o pároco liderou um protesto contra a Prefeitura de Bruno Covas pela instalação de pedras em viadutos da zona leste de São Paulo.

Neste sábado, Padre Júlio convocou os paulistanos a deixarem flores no local onde foram instalados os materiais que por uma semana impediram o acesso à população em situação de rua.

Vale lembrar que, nesta mesma semana, o pároco já havia se manifestado contra a atitude da prefeitura. O padre viralizou nas redes sociais após remover a marretadas as pedras pontiagudas. “Nós queremos flores, e não pedras. Nós queremos uma cidade humana, e não uma cidade empedernida e empedrada”, disse ele.

As pedras foram colocadas, na quinta-feira (28), debaixo dos viadutos Dom Luciano Mendes de Almeida e Antônio de Paiva Monteira, na avenida Salim Farah Maluf, no Tatuapé. Entretanto, foram retirados na terça-feira (03), depois que as imagens repercutiram negativamente para a Prefeitura.

***
Redação Conti Outra, com informações de Diário do Centro do Mundo.
Foto destacada: Reprodução/Twitter.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.