O que vai ser da Amazônia em 2020?

É muito, muito sério o que estamos enfrentando e a última coisa que eu faria num momento como esse é ficar calado.

Isaias Costa

No sábado, dia 23/05/20, o Eduardo Moreira, no seu canal do Youtube, fez uma Live imperdível com convidados super gabaritados para abordar a temática do meio ambiente e da crise gerada pela pandemia do coronavírus. Uma das falas me tocou profundamente e me inspirou a escrever esse texto que você lê agora, da ecóloga Erika Berenguer. Confira!

********

“A fumaça das queimadas! Imagina que SP ficou escura. Agora imagina a área que está sendo desmatada, como é que não fica? Eu já lidei com esse desmatamento e lembro que em 2015 eu acordava na região onde eu trabalho e meu cabelo na cara cheirando a fumaça, igual quando a gente ia pra noitada na década de 1990 e voltava todo cheirando a cigarro! É a mesma coisa, só que na Amazônia.

E o que estava acontecendo não era porque tinha alguém fumando no meu quarto, não era isso! Era simplesmente porque estava acontecendo o maior churrasco da maior floresta tropical do mundo. Ela estava sendo queimada e eu estava fedendo a fumaça. O carro ficava coberto de fuligem. Eu tinha que jogar água no vidro pra limpar e conseguir enxergar. Eu dirigia com o farol alto e o pisca alerta ligado porque eu não enxergava! Se tivesse alguém na minha frente eu não via! Então eu tentava ficar brilhando de alguma forma e dirigir super devagar.

Então você tem um problema respiratório, porque as pessoas estão respirando essa fumaça super tóxica. Em anos de muitas queimadas, em anos de muito desmatamento, a gente vê um aumento de 200% no atendimento hospitalar de crianças com problemas respiratórios. Lembrando que criança não vai sozinha para o hospital. Criança precisa do pai ou da mãe, enfim, de algum adulto, que vai parar a sua atividade econômica pra ir ao hospital ser atendido. Então você está perdendo força de trabalho, pois não está indo trabalhar e você está botando um custo extra no SUS.

Saiu um estudo da Fio Cruz mostrando que em maio e junho de 2019, o SUS teve um custo extra de 1,5 milhão de reais por conta de problemas respiratórios decorrentes das fumaças da Amazônia. Ou seja, a gente põe um custo extra no SUS por causa dos problemas respiratórios. Pessoas que precisam ser tratadas por falta de ar, por tosse… E essa fumaça é tão tóxica que pode destruir o DNA das suas células do pulmão e aumentar as suas chances de ter câncer de pulmão.

Agora, 2020 é um ano muito diferente. A gente tem uma pandemia de um vírus que ataca o sistema respiratório. Então, a gente está juntando um aumento do desmatamento, que significa o aumento de uma fumaça super tóxica com uma pandemia já existente e que também ataca o pulmão, e que já levou ao colapso do sistema de saúde na região Norte, que é a região com menos infraestrutura médico-hospitalar.

Então a gente está juntando o terrível com o abominável. E o que está por vir, sinceramente, eu não estou nem um pouquinho otimista! Eu estou, na verdade, aterrorizada com o que está por vir no ano de 2020 com as populações amazônicas.”

Erika Berenguer

**********

Meus olhos encheram de lágrimas quando eu ouvi essas palavras. É muito, muito sério o que o Brasil está passando. Porém, isso não se restringe ao Brasil. A devastação da Amazônia pode acarretar desequilíbrios inimagináveis no planeta inteiro…

As pesquisas comprovam que de janeiro à abril de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019, houve um aumento de aproximadamente 55% no desmatamento, porém, em 2019 já havia tido um aumento ao longo do ano de mais de 200% em relação à 2018. Já pensou? É assustador! O que os grileiros na Amazônia estão fazendo são crimes contra a humanidade!

Não podemos ficar calados diante desse cenário gritante. A natureza está implorando por clemência da nossa parte, mas mesmo com o coronavírus, que já matou até esse momento mais de 330.000 pessoas (números oficiais de 23/05/20), os governantes do Brasil estão dando pouquíssima importância à preservação da Amazônia. Na realidade não estão dando importância nenhuma, basta ouvir ou ler as falas terríveis do pseudo-ministro do meio-ambiente que nós temos, Ricardo Salles. Veja só o que ele disse:

“Então, para isso, precisa ter um esforço nosso aqui enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de Covid e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas. De IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), de ministério da Agricultura, de ministério de Meio Ambiente, de ministério disso, de ministério daquilo. Agora é hora de unir esforços pra dar de baciada a simplificação” [Link aqui]

Ele ainda tem a frieza, a crueldade de dizer que estamos em tempo de tranquilidade! Tranquilidade! Quem é que está tranquilo num momento de desespero mundial diante dessa pandemia?…

Vou repetir o que já comentei em outros textos. Se não houver forças para frear esses homem devastadores, não demorará tanto tempo e poderá vir algo ainda mais sério do que o coronavírus e que causará a morte de um número ainda maior de pessoas!

Basta olharmos um pouco pra trás no tempo. Só do início do século até agora já houve surtos imensos de EBOLA, SARS e H1N1 e agora veio o coronavírus, sem contar os surtos de dengue, Zika e Chikungunya. Perceba! De 2000 à 2020 são apenas 20 anos. Continuando com a perversidade que está estampada nos telejornais, o que podemos esperar lá pra 2025, 2026…?

É muito, muito sério o que estamos enfrentando e a última coisa que eu faria num momento como esse é ficar calado. Informações de qualidade precisam chegar aos olhos e ouvidos de um número cada vez maior de pessoas! É assim que o processo de elevação de consciência coletiva acontece e não simplesmente ouvindo discursos de ódio que saem da boca daqueles que deveriam prezar pelo bem-estar de todos!

Portanto! Assistam a essa verdadeira aula aberta que foi essa Live com o Eduardo Moreira e espalhem essa mensagem para o máximo de pessoas que puderem.

Concluo com a frase dita pela Juliana Santiago do querido Chico Mendes, esse homem maravilhoso que a vida inteira lutou por uma humanidade mais justa e feliz…

“No começo pensei que estivesse lutando para salvar seringueiras, depois pensei que estava lutando para salvar a Floresta Amazônica. Agora, percebo que estou lutando pela humanidade.” – Chico Mendes

*****
Live com o Eduardo Moreira

***
Imagem de capa: ©2019 Foto: Victor Moriyama / Greenpeace

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

COMENTÁRIOS




Isaias Costa
Bacharel em Física. Mestre em Engenharia Mecânica e Psicanalista clínico. Trabalha como professor particular de Física e Matemática e nas consultas com Psicanálise em Fortaleza. Também escreve no seu blog "Para além do agora" compartilhando conteúdos voltados para o autoconhecimento e evolução pessoal. Contato: isaiaspsicanalista@gmail.com