O que te faz chegar inteiro ao final do dia?

O quão forte você tem sido? Quantas batalhas tem enfrentado? Quantas vezes você se refez e se transmutou, e criou uma realidade diferente, mais colorida e gentil pra si mesmo?

Felipe Souza

O quão forte você tem sido? Quantas batalhas tem enfrentado? Quantas vezes você se refez e se transmutou, e criou uma realidade diferente, mais colorida e gentil pra si mesmo? Têm sido difícil, não é mesmo? Nem sempre o mundo te trata com carinho, eu sei. São batalhas diárias, brigando contra as previsões, as circunstâncias, os olhares enviesados, os medos e inseguranças que nem sempre são seus, sobrevivendo com arranhões e acumulando histórias, aprendizados e vitórias. É um caminho e tanto! Uma estrada longa, cheia de curvas e desvios. Sei que seus pés estão cansados e que o seu sorriso se manifesta muito mais por rebeldia e resistência do que por um simples alegrar-se.

São dias difíceis e o mundo pesa sobre as suas costas, e sei que, ainda assim, as palavras que brotam da sua boca são flores a serem oferecidas àqueles a quem você ama. Sim, eu sei o quanto custa ser doce em tempos tão sombrios.

As coisas estão difíceis por aí, não é mesmo? Mas veja, você está em pé. E continua caminhando! Seus olhos continuam mirando o horizonte. Não é incrível? Que tipo de força da natureza é você, afinal? De onde vem essa energia que te faz levantar da cama todos os dias e pensar, “que venha mais um!” ? Como é que se explica essa sua resistência feroz, essa sua vontade quase inabalável de seguir em frente? Talvez só exista uma resposta possível: Você resiste porque você é um ser-humano incrível! Você é alguém dotado de energia e de fúria. Você é uma potência e, quando souber disso, nada, nem ninguém te fará acreditar no contrário. Consegue enxergar? Se veja com os meus olhos. Você é gigantesco! Todos os desafios e revezes te fizeram assim, inquebrantável e reluzente. Veja, é lindo!

Chegar inteiro ao fim do dia não é tarefa simples, é uma briga boa. Então se orgulhe! Você é um sobrevivente. Mesmo que pareça presunçoso e mesmo que ninguém mais entenda , celebre suas vitórias e conquistas. Abra a janela, deixe o Sol entrar, sinta o cheiro da nova estação, respire fundo e diga a si mesmo: VOCÊ É INCRÍVEL, CARA!

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Felipe Souza
O socorrense Felipe Souza descobriu cedo o seu interesse pela literatura e pela escrita. Nos primeiros anos da escola já era uma criança imaginativa que tinha especial interesse pelas aulas de Redação e de Língua Portuguesa. Na adolescência, já se arriscando a produzir seus próprios textos, participou de três edições do Mapa Cultural Paulista, tradicional concurso literário do Estado, inscrevendo seus contos, “Procura-se uma identidade, de 2005, “Rotina”, de 2006 e “(Minha vida cabe dentro de um parêntese)”, de 2007, que, em suas respectivas participações, conquistaram a primeira colocação na fase municipal da competição. Felipe cursou Letras- Português e Inglês, na PUC-Campinas e trabalha desde novembro de 2016 produzindo conteúdo jornalístico para a Rádio Socorro.